Fechar

Futebol

Esquentou!

Barça e PSG se reúnem em Paris por troca entre Neymar e Coutinho

Publicado por Folhapress, 16:46 - 13 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

Neymar em seu último jogo pelo Barcelona, diante do Real Madrid, em julho de 2017. Foto: Reprodução/Pinterest

Na manhã desta terça (13), dirigentes do Barcelona viajaram à França pela contratação de Neymar. Segundo apurou o UOL Esporte, os representantes da agremiação azul-grená se reunirão com o brasileiro Leonardo, diretor do Paris Saint-Germain, para conversar sobre a possibilidade de uma troca envolvendo o atacante e Philippe Coutinho.


O Barcelona já se reuniu com representantes do Coutinho em Paris para envolvê-lo diretamente na operação com o PSG. O time espanhol estava negociando a ida do brasileiro ao Bayern de Munique, mas as conversas não avançaram, já que a proposta feita pelos alemães não agradou à equipe azul-grená e nem ao jogador.


Por outro lado, Coutinho já se sente satisfeito com uma transferência ao PSG. O meio-campista já conversava com Thiago Silva há algum tempo sobre a possibilidade de atuar na agremiação da capital da França.


O modelo da possível troca ainda é discutido. O Barcelona pode pagar uma quantia em dinheiro para o PSG além de enviar Coutinho para a França. Além disso, outros jogadores do clube catalão, como Nelson Semedo e Ivan Rakitic, também podem ser envolvidos.


Com o acordo praticamente fechado entre Barcelona e PSG, fontes do Real Madrid consideram que o time já está quase desistindo da contratação de Neymar. De acordo com apuração do UOL Esporte, o clube merengue ficou desanimado ao saber do avanço do Barça e já se considera fora da operação.

Bloco de Imagem

Coutinho treinou nesta terça-feira (13). Foto: Divulgação/Fútbol Club Barcelona

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo