Fechar

Futebol

Golaço

Livros para pacientes: Maringá FC e HU lançam campanha este mês

Publicado por Assessoria de Imprensa , 14:30 - 02 de Outubro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

O Maringá Futebol Clube marcou um “golaço” fora de campo e beneficiou mais de 270 pessoas com a campanha "Sou Doador MFC”, que ocorreu durante todo o mês de agosto. Ao todo, 68 pessoas aderiram a campanha e doaram sangue no Hemocentro Regional de Maringá em nome do clube.


“Ficamos felizes com o resultado, essa foi a primeira campanha que fizemos em hospitais e já temos outras previstas daqui para frente. Essa é uma das propostas do MFC, realizar ações sociais para ajudar pessoas e ao mesmo tempo ter uma identificação maior com o maringaense”, explicou o diretor de marketing, João Vitor Mazzer.


Durante a campanha, a pessoa que realizasse a doação iria concorrer a um kit exclusivo com produtos oficiais do clube e diversas linhas de produtos da patrocinadora máster do MFC, Gebon Sorvetes. O ganhador foi Luis Fernando Boldo do Nascimento que foi sorteado no dia 4 de setembro.


A próxima campanha do MFC será durante o mês de outubro em parceria com o Hospital Universitário Regional de Maringá. Ela se chamará “Projeto Corredor de Leituras” e consistirá em doações de livros pela população para que pacientes internados possam realizar a leitura com acompanhamento de pedagogas.


Assim como na campanha de doação de sangue, o Projeto Corredor de Leituras irá premiar um doador com o kit oficial do clube contendo uma camisa oficial de jogo, uma camisa casual, uma bermuda e um boné. Além de uma cesta da Gebon com mais de 20 intens.


Para participar da campanha, a pessoa só deve levar o livro até a recepção do HU, localizado na Avenida Mandacaru, 1590, e preencher o cadastro. Ela estará ativa a partir do dia 01 de outubro e irá até o dia 31 de outubro.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo