Fechar

Futebol

Possível retorno?

'Voltar a treinar o Maringá FC é um objetivo', diz Sturion

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:10 - 22 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Foto: João Paulo Santos/Resenha Comunicação


"Sem dúvidas, voltar para o Maringá FC é um objetivo, para se Deus quiser ter conquistas de novo. Tenho uma admiração muito grande pela familia Regini, porquê além de dirigentes, são meus amigos".



A frase é do técnico Claudemir Sturion, que comandou o Tricolor Maringaense na melhor época do clube até aqui. Em meio a uma temporada na qual o MFC já trocou de técnico duas vezes em apenas cinco meses, a fala daquele que esteve à frente do time no acesso à 1ª divisão do Paranaense, em 2013, no vice-campeonato estadual de 2014 e também na boa campanha de 2015, certamente dá um pouco de esperança em meio ao caos que vive o torcedor do Dogão em 2019.


Quatro anos se passaram desde que Sturion deixou o Maringá FC. De lá pra cá, o time da Cidade Canção não engrenou mais e nem de longe voltou a repetir os resultados daquele elenco comandado pelo agora treinador do REC de Rolândia. Foram dois rebaixamentos no estadual e campanhas de pouco destaque na Série D do Brasileiro. Teria sido assim caso Sturion nunca tivesse saído? Eis a questão.


 

Bloco de Imagem

Claudemir Sturion orienta a equipe durante o jogo de volta da semifinal do Paranaense de 2014, diante do Coritiba, no Couto Pereira. Foto: João Paulo Santos/Resenha Comunicação

O time de 2014, "do goleiro ao massagista", é lembrado com nostalgia pelo torcedor do Maringá FC. Os mais fanáticos, certamente, lembram de cor e salteado a escalação daquela equipe. Uma identificação única e que só aquele elenco foi capaz de construir até hoje na curta história do clube. Ao ser perguntado sobre sua passagem pelo tricolor, Sturion não hesitou.


"É sim a melhor equipe que montei. Montei times de qualidade na minha carreira, mas no Maringá tive mais sucesso, pois tivemos conquistas", afirmou.


Atualmente, Sturion está comandando o REC de Rolândia na Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense, competição que, infortunadamente, o Maringá FC terá de disputar no que vem. Com uma campanha de quatro vitórias, dois empates e três derrotas, o REC terminou a primeira fase em quarto e se classificou para a segunda fase, onde oito equipes são distrubuídas em dois grupos de quatro times. Os dois melhores de cada grupo avançam às semifinais, e os finalistas sobem para a Primeira Divisão. 


Na primeira rodada da segunda fase, Sturion e REC foram derrotados pelo Apucarana Sports por 2 a 1. Mesmo assim, o treinador segue confiante.


"Iniciamos com uma derrota fora, mas fizemos uma boa partida. Agora é concentrar nas partidas em casa para vencer."


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo