Fechar

+ Esportes

Paraná

Maringá assume a liderança nos Jogos Abertos

Publicado por Redação GMC, 15:13 - 17 de Outubro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/JAP's/Prefeitura de Maringá

Encerrados os primeiros dias de competição na segunda colocação, a delegação maringaense assumiu a liderança na 62ª edição dos Jogos Abertos do Paraná (JAP′s). Com os títulos conquistados no vôlei de praia e ciclismo e a segunda colocação no tênis, Maringá chegou a 315 pontos, Londrina, segunda colocada, segue com 279 pontos e Toledo, com 239 pontos. Os jogos ocorrem em Toledo até domingo (20).


O ciclismo maringaense encerrou a competição com 12 medalhas (seis ouros, duas pratas e quatro bronzes). Com os resultados obtidos, o ciclismo ficou na primeira colocação no masculino e feminino. No vôlei de praia, o título ocorreu no masculino e no feminino.


Das 20 modalidades disputadas nos Jogos Abertos, 12 foram concluídas. Nesta quarta (16), ocorreram as finais do tênis de mesa. Modalidades como basquete, bocha, futebol, handebol, vôlei e futsal encerram no último de competição. O karatê será disputado no sábado e domingo.


Com mais da metade das modalidades encerradas, os melhores resultados do município vieram no atletismo (campeão masculino), natação (segundo lugar masculino), ciclismo (campeão masculino e feminino), vôlei de praia (campeão masculino e feminino), ginástica rítmica (terceiro lugar) e rúgby (segundo lugar feminino).


A expectativa é que as modalidades coletivas handebol, basquete, vôlei e futsal conquistem mais pódios. Maringá só não participa da bocha e do futebol.


A delegação maringaense é a maior dos jogos, com 350 atletas e é atual bicampeã da competição.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo