Fechar

+ Esportes

Só da Brasil!

Surfe: Líderes, Medina e Filipe Toledo triunfam em estreia na França

Publicado por Estadão, 16:10 - 03 de Outubro de 2019

Bloco de Imagem

É um pássaro? é um avião? NÃO, é o melhor do mundo. Foto: WSL

Líderes do ranking, Gabriel Medina e Filipe Toledo começaram bem a disputa da etapa francesa do Circuito Mundial de Surfe, a nona das 11 previstas para a temporada. Nesta quinta-feira, eles venceram suas baterias de estreia, avançando direto para a terceira fase.


Na liderança do Championship Tour, Medina conseguiu as notas 7 e 7,4 nas suas melhores ondas na estreia em Hossegor, fazendo um somatório de 14,4 pontos. O compatriota Michael Rodrigues conseguiu 11,87, ficando em segundo na bateria - o que também garantiu a sua passagem à terceira fase -, à frente do francês Marcos Mignot, com 11,04.


Segundo colocado no campeonato, Filipinho fez as notas 6,33 e 6,30. Assim, com 12,63 pontos, ganhou a bateria diante dos franceses Joan Duru, com 12,60, e de Marc Lacomare, com 9,74. O número 77, porém, abandonou seu "heat" por conta de um desconforto recorrente causado por uma dor nas costas, e preocupa para o restante da etapa - o que coloca Medina ainda mais próximo de seu tricampeonato mundial, o principal objetivo da carreira do extrassérie de Maresias.


Italo Ferreira também triunfou em sua bateria, com 11,94. Ele ficou à frente do português Frederico Morais, com 10,10, e do compatriota Caio Ibelli, que agora disputará uma das baterias da repescagem, assim como Jadson André, que fez 9,47, diante dos australianos Julian Wilson (11,44) e Adrian Buchan (9,57).


Peterson Crisanto foi outro brasileiro a vencer na primeira fase, com o somatório de 13,84. Ele deixou para trás o australiano Ryan Callinan e o compatriota Deivid Silva, que também participará da repescagem na França.


Segundo em sua bateria, Yago Dora, que fez um somatório de 14,33, passou de fase com o italiano Leonardo Fiorovanti, que venceu a disputa com 14,40 - o norte-americano Kolohe Andino, com 14,00, foi o terceiro dessa bateria.


William Cardoso também se classificou em segundo, com 13,34, após ser batido por Owen Wright, com 15,10, e superar Ricardo Christie, com 7,94, sendo ambos da Austrália. Foi o mesmo caso de Jesse Mendes, com 11,67 diante dos norte-americanos Kelly Slater (13,84) e Conner Coffin (9,94).

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo