Fechar

Maringá

Tempo

Balanço: chuva alivia tempo seco, mas causa estragos em Maringá

Publicado por Luciana Penã/CBN Maringá, 11:06 - 02 de Setembro de 2019

De sábado (31) até esta segunda-feira (2), choveu 50 milímetros em Maringá. A chuva provocou estragos em alguns bairros da cidade. Já a Defesa Civil, divulga serviço de envio de alerta por SMS.


De acordo com a Estação Climatológica da Universidade Estadual de Maringá (UEM), choveu 50 milímetros de sábado até a manhã desta segunda-feira em Maringá. É uma quantidade suficiente para encharcar o chão.


Para se ter uma ideia, a média de chuvas em agosto é de 61 milímetros. E agosto deste ano foi bem seco, com chuva significativa só mesmo no último dia do mês. Setembro já é um mês mais chuvoso, com média de 129 milímetros. E assim começou.


Não é reclamando, afinal a chuva era muito esperada, mas ela provocou alguns estragos. A Defesa Civil fez um balanço na manhã desta segunda-feira (2): 9 árvores caíram. Duas delas atingiram uma casa e um veículo. E duas casas ficaram destelhadas, segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal Adilson Costa.


Com previsão de um setembro chuvoso, a Defesa Civil já orienta as pessoas que queiram se prevenir. Existe um sistema de alerta que envia mensagens pelo SMS. É só se cadastrar mandando mensagem para 40 199.


Ainda por causa do temporal, quase seis mil imóveis ficaram sem luz no sábado (31). O vento forte também levou tapumes da construção do Terminal Intermodal, que foram arrastados para a pista.


A chuva voltou a cair em Maringá após quase 50 dias de estiagem.


Ouça a reportagem na CBN Maringá.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Bloco de Imagem

Nove árvores caíram. Duas delas atingiram uma casa e um veículo. Foto: Divulgação/Semusp/Defesa Civil

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo