Fechar

Maringá

Em Maringá

Cabeleireiro faz mais barato para aposentado e grátis para cadeirante

Publicado por Nailena Faian, 11:40 - 18 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

O anúncio estampado na porta de um salão de cabeleireiro de Maringá chama a atenção: “aposentado R$ 10 e cadeirante grátis”. A oferta para corte de cabelo é disponibilizada pelo seu Genésio Lima Dias, que há mais de 40 anos atua na área.



“Foi uma ideia minha para ajudar as pessoas. Fico contente e o pessoal também. Tem muito aposentado que fica na praça, vem aqui e gosta dessa promoção. E para os cadeirantes é uma forma de ajudar também, acho que deve ser muito difícil ficar numa cadeira de rodas”, diz Dias, de 68 anos.



O salão funciona na Avenida Kakogawa, no Parque das Grevíleas, há dois anos. Desde então a promoção é oferecida aos aposentados e cadeirantes. Dias mora sozinho em uma casa no mesmo bairro do salão.


Ele conta que já saiu e voltou para a profissão várias vezes, já se aposentou, mas não consegue largar a tesoura e a navalha das mãos.



“Gosto muito de trabalhar. Para mim o salão é um hobby, me proporciona ter muitas amizades. Tem gente que vem do outro lado da cidade só para cortar comigo”, afirma.



O segredo para ter uma clientela fiél é a prática, comenta Dias. Ele aprendeu a profissão quando era jovem. “Amigos me incentivaram e comprei uma tesoura. Comecei a cortar o cabelo dos vizinhos, eles gostaram e decidi fazer um curso em Curitiba”, lembra.


Nascido em Cianorte, seu primeiro salão foi montado na cidade. Há seis anos se mudou para Maringá, onde montou um salão na Vila Operária e depois trocou de endereço, passando atender no Parque das Grevíleas.

Bloco de Imagem

Dias é cabeleireiro há mais de 40 anos. Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo