Fechar

Maringá

Assista

Maringaense alia biologia e história e faz sucesso em canal no YouTube

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 13:43 - 29 de Julho de 2019

Bloco de Imagem

Bruno Dreher e Jilberto, uma Jiboia Arco-Íris da Amazônia. Foto: Divulgação

Você sabia que quando os portugueses colonizaram o Brasil os ovos de uma espécie de tartaruga muito comum naquela época serviam para produzir um óleo usado na alimentação?


E que os colonos coletavam centenas ou milhares de ovos para pagar o dízimo? Nem precisa saber de tudo isso para imaginar o que aconteceu com as tartarugas.


Toda a ação predatória coloca em risco as espécies. Esta é a mensagem que o estudante de história da Universidade Estadual de Maringá (UEM) Bruno Dreher quer transmitir no canal que ele criou no Youtube. É o Dreherlogia. A ideia é aliar conceitos de biologia com história natural e assim multiplicar noções de educação ambiental.



“O canal começou com o intuito mesmo de fazer a diferença em relação à educação ambiental e em relação à história. A ideia é passar um conteúdo científico para a sociedade de uma forma mais abrangente. A gente tem interesse de expandir além de um canal do YouTube, desde palestras ou até mesmo algum projeto para a sociedade em si”, afirma ele.



O Bruno tem um amigo que o acompanha no contato com o público. É o Jilberto, uma jiboia filhote que nasceu em cativeiro. O Bruno tem toda a documentação do Jilberto, que é dócil.



“O Jilberto é uma Jiboia Arco-Íris da Amazônia. Ele vai chegar a aproximadamente 2,20 metros. É um filhote ainda, está com 1,5 metro. É uma mascote. Praticamente um filho. É uma forma de educação ambiental, pois quando você está com o bicho a pessoa para e olha e você chama atenção”, comenta.



O canal Dreherlogia é talvez o único do país que alie história e biologia. Afinal, para mudar comportamentos e assimilar o que é certo fazer de agora em diante no planeta, nada melhor do que aprender o que foi feito de errado no passado.



“As pessoas sempre foram atrás dos animais como uma forma de fazer dinheiro, tanto com as tartarugas, para vender ovos ou fazer óleo, quanto com o tráfico de animais. Um exemplo é o papagaio, uma vez que esse animal conseguia falar. Eles levavam esses animais para a Europa. Imagina que uma viagem demorava de 3 a 4 meses de navio. Então, quantos animais morreram neste trajeto? Foi aí que nasceu aquela imagem do pirata com um papagaio, pois como esses animais eram símbolo de riqueza, os piratas os tinham, assim como a nobreza”, exemplifica.



O Bruno conta com uma equipe que o ajuda nas filmagens e pesquisas e traz sempre convidados. Foram publicados dez vídeos até agora.



Veja abaixo alguns vídeos.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo