Maringá

dia dos namorados

Na 'era do WhatsApp', serviço de telemensagem ainda resiste em Maringá

Publicado por Nailena Faian, 10:39 - 12 de Junho de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Pixabay

Se você pertence ao mundo de quando já existia Facebook e WhatsApp, talvez não conhece e nem tenha ouvido falar das telemensagens: uma mensagem pré-gravada, geralmente com fundo musical, que é enviada para o telefone de alguém, e que já fez muito sucesso no Dia dos Namorados, comemorado nesta quarta-feira (12).


A mensagem pode ser de declaração de amor, mas os temas são variados e vão de um "feliz aniversário" até um "desesperado pedido de perdão"... Enfim, são várias as ocasiões.


O serviço se espalhou pelo Brasil na década de 1990 e se difundiu rápido por causa de seu custo baixo de investimento e também pelo fato de que na época não existiam as famosas redes sociais e aplicativos que permitiam uma comunicação por meio de mensagens de texto, áudio e vídeo.


Quando o SMS foi disponibilizado, as telemensagens começaram a entrar em declínio. Depois vieram as redes sociais, como o MSN Menssenger, que surgiu em 1999. Em seguida, foi a vez do Facebook, Instagram, WhatApp, entre tantos outros.

Nesse cenário, o serviço de telemensagem foi declinando cada vez mais, só que ele ainda sobrevive, pelo menos em Maringá. Em uma pesquisa no Google, a reportagem ainda encontrou vários contatos dessas empresas, mas, ao ligar, a maioria resultava em números que não existem mais.


No entanto, foram conseguidos o contato com duas empresas. Uma delas, a “Explosão de Amor”, está no mercado há 20 anos. Segundo a dona, Vilma de Fátima Moraes, com a chegada das redes sociais a demanda caiu cerca de 50%.


Ela diz que atende aproximadamente 200 clientes por mês entre telemensagens e homenagens ao vivo, que é outro serviço que oferecem. Nesse caso, um carro de som com um locutor vai até a pessoa que será homenageada.



“Nós temos a mensagem pronta, gravada. A pessoa vai ouvir e escolher a que gostar mais. Ela escolhe o horário e a gente manda. Tem de amor, aniversário, mas o que mais sai mesmo é de romance”, conta Vilma.



O serviço de telemensagem custa até R$ 15 e o conteúdo pode ser enviado para telefone fixo ou celular de qualquer lugar do Brasil. Já o serviço ao vivo custa até R$ 200 e a empresa atende Maringá e cidades distantes até 50 quilômetros. Nesse caso, é possível personalizar a homenagem, entregando também flores, chocolates, cestas e outras opções.


Segundo Vilma, a demanda aumenta em torno de 40% na semana do Dia dos Namorados. Ela conta que são pessoas de todas as idades que procuram o serviço.


A outra empresa de Maringá que presta os mesmos serviços atua há 15 anos. A funcionária confirma que com a chegada das redes sociais a demanda caiu.



“Depois da crise, então, caiu 70%. Mas ainda tem gente que procura, estou cheia de serviço, temos clientes fixos. Tem bastante gente que manda mensagem de perdão”, diz uma funcionária que preferiu não se identificar.



Na empresa, o serviço de telemensagem custa R$ 30 para mensagens enviadas para celulares de Maringá.


E você, já mandou uma telemensagem para alguém?

Bloco de Imagem

Além da telemensagem, as duas empresas de Maringá oferecem mensagem ao vivo com carro de som. Foto: Reprodução Facebook

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo