Fechar

Maringá

Estudo

Prefeitura de Maringá quer lâmpadas LED na iluminação pública

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 09:08 - 03 de Setembro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Pixabay/Domínio Público

Desde o primeiro semestre deste ano, a Prefeitura de Maringá estuda a criação de um projeto para implementar o sistema LED na iluminação pública. Após um contato do BNDES, o município soube que uma empresa alemã, chamada GIZ, poderia ajudar.


A GIZ, cuja sigla em português significa “sociedade alemã para cooperação internacional”, é uma agência do governo alemão. Um dos projetos dela se chama felicity, sigla para financiamento de investimento em energia com pouco uso de carbono. Ela auxilia o poder público a desenvolver iniciativas sustentáveis para buscar financiamento. E não cobra nada por isso, pois recebe da Alemanha.


Aí, em abril, um primeiro encontro entre representantes da GIZ e do município ocorreu. Um segundo foi realizado na semana passada. Uma carta de intenções foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 29 de agosto.


Com 50 mil luzes comuns, Maringá gastou R$ 15 milhões em energia no ano passado.


O plano seria o seguinte: desenvolver o projeto e buscar um financiamento, livremente. Foi o que explicou o secretário interino de Gestão, Clóvis de Mello.


"A prefeitura resolveu fazer um estudo para entender como se daria essa troca se nós fôssemos fazer isso em grande escala, qual seria o custo disso e o que seria necessário. [...] A parceria, o convênio, da prefeitura com essa agência alemã é para auxiliar a fazer esses projetos, para que eles tenham a densidade necessária para você conseguir tocar adiante a proposta. Esse é o acordo de cooperação que foi assinado entre a Prefeitura de Maringá e a GIZ", detalha Mello. 


A parceria, reforça o secretário, não tem custo algum para o município e nem vínculos futuros com a empresa. 


O projeto tem o auxílio dessa agência alemã, mas deve ser feito pela Prefeitura de Maringá. Não há data para finalização dos trabalhos, nem o valor do quanto deve ser gasto.


No Brasil, a GIZ tem projetos em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, e em outros países como México e China.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo