Fechar

Maringá

Mudança

Relógio-ponto: Prefeitura bloqueia registro de horas extras

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:53 - 02 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Cléber França/GMC Online

A Prefeitura de Maringá bloqueou o relógio-ponto, que a partir de agora só registra o horário normal de expediente de cada servidor. O objetivo é reduzir gastos com horas extras, que serão pagas apenas com justificativa. É o que explica o secretário de Recursos Humanos, Cézar França.


"Obviamente ocorrem situações imprevistas, como quedas de árvores, ou outro tipo de emergência qualquer em que o servidor teve que prestar um serviço fora do horário normal. Nestes casos, tem que ser feita uma justificava do porquê ele trabalhou em regime de hora extras ou porquê ele realizou essas horas extras para que a gente possa fazer o pagamento”, diz.


Ele explica que a mudança foi implantada na terça-feira (30) e que é natural que a mudança encontre resistência de alguns servidores.


Ouça a entrevista na CBN Maringá.


“Está tendo resistência, sim. Na verdade, os servidores não entenderam exatamente o problema desta questão das horas extras. Há muito bochicho, falatório de que nós não iremos pagar horas extras. Isso não é verdade. Nós iremos pagar as horas extras sim, mas desde que elas sejam justificadas. É somente isso”, completou.


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo