Fechar

Maringá

Transporte coletivo

Vale-alimentação emperra negociação entre motoristas e TCCC

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:28 - 18 de Julho de 2019

A assembleia dos motoristas da empresa de Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) foi realizada na noite dessa quarta-feira (17) e pela foto enviada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário, a participação não foi muito grande.


Entretanto, os motoristas que compareceram decidiram por quase unanimidade rejeitar a proposta da empresa de reajuste salarial de 4,78% e reajuste no vale-alimentação de 9,56%.


O problema, diz o presidente do Sinttromar, Ronaldo Silva, nem foi o reajuste, muito perto do que a categoria queria de 5,07%, mas sim o vale-alimentação. Com o reajuste oferecido, o vale vai para 87 reais, os motoristas queriam pelo menos 110 reais. Se não houver acordo, não está descartada greve.


"Estamos hoje com R$ 80 reais de vale-alimentação. A empresa ofereceu um reajuste para um valor próximo a R$ 88, que foi rejeitado em assembleia”, disse Silva.


O sindicato vai tentar uma nova rodada de negociação com a empresa. 


“O próximo passo é começarmos uma nova rodada de negociação, levando a conhecimento a posição da categoria, para saber qual será a posição da empresa”, relata o presidente do Sinttromar.


A CBN entrou em contato com a Empresa de Transporte Coletivo Cidade Canção, A TCCC informou que ainda não foi notificada da decisão do Sinttromar e por isso não irá se pronunciar.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo