Fechar

Geral

Saúde

China tem 59.882 casos confirmados de coronavírus, diz OMS

Publicado por Agência Estado , 16:43 - 13 de Fevereiro de 2020

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que, nas últimas 24 horas, foram confirmados em laboratório 1.820 novos casos de coronavírus na China, levando o total para 46.550. Em adição, a entidade informou que mais 13.332 casos foram confirmados clinicamente na província de Hubei. Com isso, o número de pessoas infectadas pelo vírus no país asiático chegou a 59.882.


O volume de casos confirmados em laboratório tende a ser menor que o de confirmados clinicamente, porque exigem maior uso de recursos de exames médicos.


Em entrevista coletiva em Genebra, em Suíça, representantes da Organização atribuíram o aumento à mudança no método de diagnóstico da doença.


"Em Hubei, médicos treinados podem agora classificar casos suspeitos como clinicamente confirmados baseados em exames de imagem, não por confirmação laboratorial", disse o diretor-executivo da OMS, Michael Ryan.


No restante do mundo, segundo a OMS, 447 pacientes foram diagnosticadas com coronavírus em 24 países, com duas mortes - uma nas Filipinas e outra no Japão.


"Vimos aumento significativo de casos reportados na China, mas isso não traz mudança significativa na trajetória do surto", afirmou Ryan.


De acordo com o médico britânico, as mortes decorrentes da doença acontecem, predominantemente, na faixa de idade acima de 65 anos.


Ele explicou que há diversos remédios sendo testados, incluindo alguns usados contra o HIV.


Em relação ao navio em quarentena na costa do Japão, a OMS afirmou que 218 passageiros foram diagnosticados com o vírus.

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Agência Brasil

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo