Fechar

Geral

Trânsito

Lá vem uma ambulância pedindo passagem; e agora?

Publicado por Letícia Tristão, 16:35 - 16 de Agosto de 2018

Trânsito intenso. Congestionamento. Horário de pico. Pelo retrovisor, uma imagem de ambulância com sinais visuais e sonoros de emergência ligados. O que fazer?


As ambulâncias e viaturas policiais têm circulação livre no trânsito para atender situações de emergência, conforme o Código de Trânsito Brasileiro. A principal orientação é que o motorista conduza o carro para a faixa da direita e deixe a esquerda livre (mas sempre que possível, é claro).


Também é importante que o motorista mantenha a calma, sempre sinalize com setas a sua intenção, e que não “jogue o carro” de forma brusca para a direita – caso contrário pode causar um acidente.


Segundo o oficial de Comunicação do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, tenente Alexandre Ferelli, o objetivo é sempre chegar o mais rápido possível na ocorrência, seja acidente, incêndio ou atendimento clínico "então vamos tentar sempre pegar a faixa da esquerda por ser a de fluxo mais rápido".


Para o engenheiro civil Raí Crisan Silva, em uma situação como essa, o sentimento é de desespero. “Penso que aconteceu algo grave e não posso impedir a passagem”. Segundo ele, uma vez foi preciso subir em uma ciclovia para liberar a faixa para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).


Apesar de essa não ser uma alternativa recomendada pelo Código de Trânsito, Raí relata que se sentiu aliviado quando conseguiu sair do caminho.


Sinal vermelho


Ter que ultrapassar o sinal vermelho também preocupa os condutores, seja por medo do tráfego ou de serem multados.


No entanto, conforme o tenente, câmeras de fiscalização mostram quando há ambulância se infração for cometida e “veículos que derem passagem às viaturas não serão multados”, garante. Porém, se mesmo assim a multa for aplicada, o motorista pode recorrer.



Leia mais reportagens


Bloco de Imagem

Ambulâncias e viaturas policiais têm circulação livre no trânsito para atender situações de emergência. Foto: shutterstock

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo