Fechar

Geral

Saúde

Saiba mais sobre a fisioterapia com foco em exercícios de musculação

Publicado por Redação GMC, 14:21 - 30 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Pixabay

Muito mais do que uma repetição de exercícios com bolas, cordas ou elásticos, comuns nas sessões de fisioterapia, para reabilitação do corpo, a especialidade pode usar de exercícios de academias de musculação, para resultados ainda mais eficientes.


A prescrição clínica do exercício é pouco explorada pelo profissional de fisioterapia e resgata a essência desta área da saúde na busca pela restauração das funções e prevenção de lesões, na avaliação do fisioterapeuta Leandro Karam, coordenador do curso de pós-graduação em Fisioterapia do Movimento Humano da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).


Basicamente o tratamento é com base no fortalecimento muscular, explica ele. “As formações especializadas para a área da fisioterapia não fogem ao trivial. São muito diretamente ligadas às áreas clássicas, como traumato ortopedia, cardiorrespiratória, dermatofuncional e neurofuncional, por exemplo. Esse tipo de foco de alto nível se aplica em todas as áreas da profissão, de maneira que o fisioterapeuta compreende seus pacientes de uma nova forma e mais assertiva.”


Na prática, o trabalho acontece com exercícios resistidos, como pesos, borracha e caneleira, que pode ser na casa do paciente ou em uma academia, sem dispensar o auxílio de um educador físico. No método tradicional, comenta Karam, usam-se muito poucos equipamentos. Quando voltado ao fortalecimento muscular, permite que o profissional entenda melhor o que está sendo aplicado. “O profissional costuma sair da faculdade apenas reproduzindo exercícios, como uma coreografia, e não pensa no benefício que realmente pode trazer se for realmente bem aplicado”, avalia.


Pensar no fortalecimento muscular como desafio faz com que o fisioterapeuta atue na projeção dos exercícios. “Ele começa a fazer o design do que é ideal para aquele paciente que está na frente dele, sendo cada caso um caso. E assim o resultado é mais consistente do que o convencional, porque se trabalha com base na estrutura do paciente e não na coreografia do exercício.”


É importante lembrar que para trabalhar nessa área o fisioterapeuta precisa entender com muita clareza a estrutura do paciente e as demandas dele, para que o exercício ocorra sempre da forma mais saudável possível. “Em conjunto a isso, é possível realizar a avaliação da performance dos pacientes por meio de aplicativos gratuitos, que podem ser facilmente instalados nos nossos telefones celulares, e dessa forma se torna simples de realizar análises estruturais do corpo humano detectando os comportamentos deles.”


Especialização na PUCPR


A PUCPR oferece um curso presencial de pós-graduação em Fisioterapia do Movimento Humano, no câmpus de Curitiba, com duração de 30 meses. A formação permite a possibilidade de uma certificação internacional do Resistence Trainning Specialist Program. As inscrições podem ser feitas pelo link https://bit.ly/2UuUaer

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo