Fechar

Paraná

após suspensão

De avião: menino foge dos pais e viaja escondido de Curitiba a SP

Publicado por Banda B, 08:21 - 18 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Reprodução/Facebook

Um caso inusitado aconteceu em Curitiba nesta semana. Após ser suspenso da escola, um adolescente de 12 anos fugiu de casa com medo da reação dos pais. Morador do bairro Boqueirão, ele foi até o Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana, burlou a segurança da companhia aérea LATAM e foi encontrado no Aeroporto de Congonhas, após desembarcar do voo 3002 com direção à capital paulista.


Ninguém sabe como ele conseguiu driblar o esquema de segurança do aeroporto e da companhia e viajar sem documentos e passagem aérea.


Segundo informações apuradas pela Banda B, o menino teria sido suspenso do colégio após falsificar a assinatura dos pais em um boletim de notas. O jovem não queria que eles descobrissem seu mau desempenho em sala de aula.


Sem documentos ou passagem aérea, o menino conseguiu entrar no voo 3012 da Latam e foi encontrado apenas na chegada a Congonhas. E mais um detalhe chamou a atenção: na mão do adolescente, estavam escritos os nomes de destinos europeus, como ‘Paris’ e ‘Espanha’.


A reportagem tentou entrar em contato com os pais do garoto, mas não obteve sucesso. Ele voltou para Curitiba em um avião da LATAM assim que a ocorrência foi descoberta, em Congonhas.


Em nota, a companhia aérea LATAM informou que tomou todas as medidas para que o caso fosse resolvido e enviou o jovem de volta à Curitiba ainda na segunda-feira.


“A LATAM Airlines Brasil informa que está apurando o ocorrido. A companhia ressalta que esteve em contato tanto com as autoridades quanto com os responsáveis do menor, e prestou assistência para o seu retorno imediato de Congonhas a Curitiba no mesmo dia (15 de abril)”, afirma o comunicado.


Já a Infraero informou à Banda B que irá trabalhar junto às investigações para entender a falha de segurança. Confira o posicionamento:


Com relação ao caso da criança que embarcou no Aeroporto Internacional Afonso Pena (PR), região metropolitana de Curitiba, sem documentação necessária, a Infraero reitera que colaborará com as autoridades policiais para esclarecer o fato em questão, ao mesmo tempo em que reforçará seus processos de segurança na sua Rede de aeroportos.


Leia mais notícias de Curitiba na Banda B

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo