Fechar

Paraná

Sarandi

Escola aumenta nível de leitura e escrita de alunos com ‘sussurrofone'

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 15:26 - 01 de Julho de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Luciana Peña/CBN Maringá

A escola municipal Massami Koga em Sarandi é de periferia. Fica num dos bairros mais pobres da cidade. Os alunos têm mais dificuldade para avançar na leitura e na escrita porque recebem poucos estímulos em casa. Mas este ano o resultado em sala de aula surpreendeu. E graças a um utensílio simples, barato e divertido: o “sussurrofone”.


Um cano de PVC com dois cotovelos por onde entra o som das palavras pronunciadas pelo aluno e por onde sai o som, direto no ouvido da criança. A professora Dagmar Cruz diz que desse jeito a criança consegue identificar corretamente as letras e sílabas para formar uma palavra.


"A partir do momento em que eu comecei a trabalhar com o sussurrofone, a leitura fluiu. Porque eles conseguem discernir o som das sílabas, o nome das letras do alfabeto... pra chegar até as sílabas, eles têm que se apropriar das letras do alfabeto, pra depois fazer a junção das consoantes com as vogais e formar as sílabas, e depois as palavras. Eles estão com mais facilidade para ler e escrever, e erram menos", disse Dagmar.


A ideia surgiu da internet onde tem tutorial de como fabricar um sussurrofone. A escola confeccionou 52 para as duas turminhas do 2º ano do ensino fundamental, que estão na fase de alfabetização. O João Victor Barbosa, de 7 anos, entende direitinho a função do sussurrofone, que parece um brinquedo.


"Ele funciona pra poder apender a ler, poder fazer palavras, poder fazer frases...", disse João Victor.


Mas claro, o sussurrofone só dá resultado com a mediação do professor. A diretora da escola, Silvana Barela, diz nesta turma em Sarandi 90% dos alunos estão com bom nível de leitura. Bem mais do que se esperava para este período do ano letivo.


"Geralmente nessa época do ano era pra ter aqui uma média nem de 50% das crianças lendo. Como a professora utilizou esse recurso e fez uma boa mediação com ele, nós ultrapassamos essa porcentagem por muito. Numa escola que fica num barro periférico com muitas dificuldades, eles estão conseguindo", disse a diretora.


A escola pretende adotar o sussurrofone também no 3º e 4º ano do ensino fundamental para melhorar a produção de textos.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo