Fechar

Paraná

Após 20 anos

Paraná confirma primeiro caso de sarampo e investiga outros dois

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 07:23 - 08 de Agosto de 2019

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou na noite desta quarta-feira (7) o primeiro caso de sarampo no Paraná, que ficou 20 anos sem registros do vírus da doença. O último caso registrado aconteceu em 1999. A vítima é uma mulher de 41 anos, moradora da região metropolitana de Curitiba que viajou em julho para São Paulo, estado que enfrenta surto. A mulher começou a apresentar os sintomas na última sexta-feira (2), mas a comprovação só ocorreu após a realização de exames. A Sesa informou que a vítima está isolada e que foi feito o bloqueio vacinal seletivo das pessoas que estiveram contato com ela. Além desta confirmação, o Paraná investiga outros dois casos suspeitos de sarampo.


De acordo com o Ministério da Saúde, 43 municípios do país estão em surto de sarampo, que acontece quando há aumento repentino do número de casos de uma doença. Os registros são nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. A orientação é para que as crianças que forem para municípios em situação de risco sejam vacinadas e que a imunização ocorra com 15 dias de antecedência. No últimos 90 dias, foram confirmados 907 casos de sarampo no país e cerca de 1,7 mil estão sob investigação, informou o Ministério da Saúde. O chefe da divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria da Saúde do Paraná, Renato Lopes, destaca as medidas de prevenção contra o sarampo.


Ouça na reportagem


Nesta quarta-feira (7), a Secretaria de Saúde de Maringá reforçou o alerta nacional. O município pede que a população atualize o esquema vacinal. A preocupação maior é com as vacinas contra sarampo e febre amarela. No caso de dúvidas, é melhor que as imunizações sejam feitas. Os primeiros sintomas do sarampo são febre alta, tosse, coriza e conjuntivite, seguidos de manchas avermelhadas pelo corpo. A transmissão ocorre por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar.


A vacina é a única maneira efetiva de prevenir o sarampo. O esquema vacinal vigente prevê duas doses de vacina com componente sarampo para pessoas de 1 a 29 anos de idade. Ao primeiro ano, a dose é da vacina tríplice viral e a outra dose é tetra viral aos 15 meses de idade. Até 29 anos, a pessoa deve ter recebido duas doses. Uma dose da vacina tríplice viral também é indicada para pessoas até 49 anos de idade. No site do Ministério da Saúde tem a lista com o nome dos municípios brasileiros que estão em surto da doença: www.saude.gov.br.

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Agência Estadual de Notícias/CBN Maringá

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo