Paraná

Saúde

Samu regional precisa contratar nove médicos até março

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:31 - 08 de Fevereiro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Cleber França/GMC Online

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) regional, com base em Maringá, tem 49 médicos. Todo ano, profissionais pedem desligamento para fazer residência médica em outra especialidade. Neste ano, nove médicos pediram desligamento, quatro já saíram. O Samu precisa repor a equipe até março.


O coordenador regional, Maurício Lemos, participou da reunião da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep) nesta sexta-feira (8) para expor a situação aos prefeitos. "O edital já está ficando pronto para chamar novos profissionais com critérios rígidos para trabalhar no serviço, como especialidade médica, alguns cursos obrigatórios", destacou Lemos. 


Segundo ele, outra reivindicação do Samu é a compra de mais duas unidades de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel porque o volume de atendimentos deu um salto no ano passado. "De 2017 para 2018 aumentou em quase seis mil ocorrências, porque as pessoas entenderam que o serviço está estruturado. Então, a nossa ideia é ampliar a frota, melhorar", afirmou. 


O Samu regional atende os 30 municípios da Amusep.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo