Fechar

Policial

Mandaguari

Suspeito de sequestro morre em confronto com a Polícia Militar

Publicado por Redação GMC, 17:19 - 02 de Dezembro de 2019

Uma troca de tiros entre a Polícia Militar e homens suspeitos de participar do roubo seguido de sequestro em Cambira (a 47 quilômetros de Maringá) foi registrada na tarde desta segunda-feira (2) em Mandaguari. Um dos suspeitos morreu, outro foi hospitalizado e uma mulher foi presa.


Segundo o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Ademar Paschoal, o trio foi abordado em uma casa de Mandaguari, mas conseguiu fugir. No entanto, cachorros da equipe Choque Canil conseguiram identificar a localização dos suspeitos, momento em que eles teriam reagido e os policiais foram obrigados a atirar.


Dois homens foram baleados e um acabou morrendo no local. A PM acredita que o que entrou em óbito possa ser o chefe da quadrilha. O outro suspeito foi encaminhado ao hospital e a mulher está presa.


No local do confronto a polícia apreendeu um revólver calibre 38 e uma pistola de calibre 9 milímetros utilizados pelos suspeitos. 


Sequestro


Segundo a PM, o trio teria participação no roubo seguido de sequestro registrado em Cambira. A ação dos bandidos começou na noite de domingo (1º), quando foram até a casa do gerente do banco, roubaram dois carros e fizeram a família de refém.


O gerente fo banco foi liberado na manhã desta segunda-feira (2) na cidade. Por conta do sequestro, as polícias Civil e Militar da região norte foram avisadas. Em Maringá, a mobilização resultou no resgate do filho e da mulher. Foi por volta das 12h. Segundo a PM, a família está bem. 


Um suspeito do crime foi preso em Cambira. Conforme a PM, o crime foi motivado por dinheiro, já que a quadrilha levou o gerente do banco até a instituição financeira para sacar dinheiro.


*Matéria atualizada às 18h57 para acrescentar novas informações da PM 


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Bloco de Imagem

Foto: Luis Carlos/Maringá Cidade Urgente

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo