Fechar

Policial

79 anos

Idosa é presa por cometer furtos durante velórios em Maringá

Publicado por Fábio Castaldelli, 08:49 - 09 de Janeiro de 2019

Uma idosa de 79 anos foi presa na tarde desta terça-feira (8), suspeita de cometer furtos durante velórios realizados na capela do Prever, em frente ao Cemitério Municipal.


Segundo a Polícia Militar, uma mulher relatou que após o velório do pai, percebeu que sua bolsa, com cerca de R$ 900 dentro, havia desaparecido.


A bolsa, que estava dentro do armário de uma sala privativa, foi encontrada em um banheiro próximo ao local, mas sem o dinheiro.


Ao verificar as câmeras de segurança, foi constatado que uma senhora entrou na sala, pegou a bolsa, foi até o banheiro e saiu de lá sem nada nas mãos.


De acordo com a PM, as câmeras flagraram, ainda, a idosa entrando em outra sala e agindo da mesma maneira, desta vez furtando a quantia de R$ 150.


Aos policias, funcionários do Prever disseram que essa senhora já havia realizado outros furtos no local, mas que eles nunca haviam conseguido identificá-la.


A suspeita foi localizada em frente ao Prever. Na bolsa dela, a PM informou que encontrou R$ 150 de uma das vítimas e R$ 530 de outra.


Na sequência, a suspeita foi encaminhada para a 9ª Subdivisão Policial de Maringá.


Em nota, o Prever se manifestou sobre o assunto. Veja no texto na íntegra:


Sobre o furto ocorrido na tarde de ontem 8 de janeiro), no Centro Funerário de Maringá o Grupo Prever esclarece que a atuação rápida da equipe de trabalho garantiu a apreensão da suspeita, a devolução do valor para as famílias e o acionamento da Polícia.


O Prever preza pela segurança de todos e disponibiliza guarda-volumes com chaves para as famílias enlutadas e também para o público que circula pelas capelas, dispõe de câmeras de vigilância em todos os ambientes, oferece salas reservadas para o descanso das famílias, dispostas com porta e chave, e ainda uma empresa particular de segurança que faz o monitoramento 24 horas.


O evento de ontem é uma exceção e na ocasião as vítimas receberam prontamente o suporte necessário pela equipe do Prever. Desmentimos a notícia que circula em redes sociais de que a suspeita praticou furtos anteriormente no mesmo local.


A senhora acusada pelo furto era conhecida de uma das famílias enlutadas e, por isso, circulou livremente pelos ambientes.


O Grupo Prever reitera o compromisso com a garantia integral da segurança de todos os presentes nos eventos fúnebres, como parte essencial da sua missão de dignificar o luto e acolher famílias na despedida de seus entes queridos.


Texto atualizado às 11h30 do dia 9 de janeiro para acrescentar a nota de esclarecimento do Prever.


 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo