Fechar

Policial

Maringá

Mulher que sai correndo com criança vira alvo de investigação

Publicado por Nailena Faian, 16:50 - 30 de Novembro de 2018

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria) de Maringá e a 9ª Subdivisão Policial de Maringá investigam um caso em que uma mulher puxa uma criança pelo braço e sai correndo. O caso ocorreu na manhã dessa quarta-feira (30), no Jardim Alvorada, em Maringá, e um vídeo de uma câmera de segurança que flagrou o momento viralizou nesta sexta-feira (30). 


A mãe da menina, de 6 anos, fez um boletim de ocorrência e relatou o caso numa rede social. De acordo com Viviane Rodrigues, ela estava a caminho de um ponto de ônibus junto com a filha, momento em que ao terminar de atravessar uma faixa de pedestres uma mulher pegou a menina pelo braço e saiu correndo.


“Comecei a gritar e correr e uma mulher que estava na minha frente conseguiu pegar ela (criança)”, diz no Facebook.


De acordo com a delegada Magda Hofstaetter, que substitui a delegada Karen Friderich Nascimento, em férias, as imagens serão analisadas e os envolvidos serão chamados para prestarem depoimento. "A princípio não estamos tratando como tentativa de sequestro. Vamos ouvir todas as testemunhas e envolvidos", diz.


Circula pelas redes sociais que a mulher que puxou a menina pelo braço teria problemas psicológicos. A delegada disse que isso também será investigado.


Até o fechamento desta reportagem somente a mãe tinha sido ouvida pelo Nucria.

Mais casos
Na última segunda-feira (27) outro boletim de ocorrência de tentativa de sequestro de criança foi registrado em Maringá. Em entrevista ao portal GMC Online, a mãe contou que estava na praça da Catedral quando um homem teria chamado a filha dela, de 3 anos, pelo nome e tentado pegá-la pelo braço.


O pai impediu a ação do homem, que fugiu em seguida com uma mulher.


Em Mandaguari também houve um caso de tentativa de sequestro. A vítima foi uma criança de nove meses. A mãe caminhava com ela no colo, quando teria sido abordada por um casal. A mulher tentou tirar a criança dos braços da mãe, que gritou e espantou a suspeita. Foi no dia 21 deste mês.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo