Fechar

Policial

Crime

Pelo menos 25 maringaenses caíram no golpe da identidade

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 17:11 - 24 de Abril de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Reprodução/EBC

A Polícia Civil investiga sites falsos criados para lesar pessoas que procuram os serviços do Instituto de Identificação do Paraná. O crime começou a ser praticado há cerca de dois meses. O golpe ocorre quando a pessoa tenta agendar o atendimento em algum posto do estado para pedir a emissão da 1ª ou 2ª via do RG. Um boleto no valor de R$ 24,70 é gerado e ao fazer o pagamento, o horário é marcado.


De acordo com o vice-diretor do Instituto de Identificação do Paraná, Maurício Jorge Lopes, a vítima só percebe que caiu em um golpe quando vai ao local e descobre que não existe atendimento programado.


De acordo com o Instituto de Identificação, pelo menos 25 pessoas caíram no golpe em Maringá. A média é de sete boletins de ocorrência por semana. Em Umuarama, são 10 casos sob investigação. As vítimas chegam aos sites falsos pelo sistema de buscas Google usando termos como: ‘segunda via de RG’ e ‘agendamento para emitir documento’. Por conta disso, a orientação é para sempre se certificar se a página acessada é a oficial do órgão.


Outra orientação do Instituto de Identificação do Paraná é em relação aos valores das guias emitidas pelo site oficial. A emissão de 2ª via do RG custa R$ 35,55 e R$ 30,47 quando a emissão for da 2ª via rápida. No boleto, constará o nome do Estado do Paraná e que os valores serão destinados ao Funrespol (Fundo para Reequipamento Policial).

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo