Fechar

Policial

Maringá

Suspeito de matar ex-sócio é indiciado por homicídio qualificado

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 17:51 - 06 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo/GMC Online

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apura a morte de André Rodrigo Tiago, de 40 anos, assassinado a tiros no começo do mês passado, no Jardim Oásis, em Maringá. Após a investigação, a polícia indiciou o suspeito por homicídio qualificado. 


Hemerson Alaor Queiroz, de 32 anos, era ex-sócio da vítima e foi apontado como principal suspeito do crime pela Polícia Civil. A vítima e o suspeito tiveram desavenças comerciais. O empresário morto a tiros tinha até registrado boletim de ocorrência contra o suspeito por ameaças.


Dois dias depois do homicídio, Queiroz se entregou na delegacia. Tudo foi relatado no inquérito do crime, concluído na última semana pelo delegado de homicídios de Maringá, Diego Freitas. O ex-sócio foi indiciado por homicídio qualificado, aquele com intenção de matar.


"Por conta da gravidade do crime que ele cometeu e o jeito que ele praticou, tudo isso será levado em consideração pelo juiz e pelo Ministério Público, então acredito que ele deve, sim, permanecer preso durante a instrução desse processo. Inclusive, na conclusão do inquérito, nós representamos pela conversão da prisão temporária em preventiva e nós já tivemos notícias de que foi decretada a prisão preventiva dele", comenta o delegado. 


A pena máxima para o crime de homicídio qualificado é de 30 anos.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo