Fechar

Policial

Denúncia Anônima

Traficante é preso vendendo drogas dentro de escola

Publicado por Folhapress, 16:23 - 25 de Julho de 2019

Um homem, identidade não informada, foi preso na noite desta quarta-feira (24) sob suspeita de vender drogas dentro da quadra de uma escola estadual em Suzano (Grande SP). Esta é a quarta vez que traficantes são detidos no local, segundo a polícia.


De acordo com a Polícia Militar, uma denúncia anônima indicou que a quadra da Escola Estadual Professora Yolanda Bassi, no bairro Jardim Alterópolis, era usada por um criminoso para vender drogas. A reportagem apurou que no local ocorrem aulas no período diurno e vespertino.


Chegando no local, policiais observaram, por cerca de 30 minutos, a movimentação de usuários que iam até um buraco do muro da quadra, onde deixavam dinheiro e em seguida pegavam drogas.


A PM também observou que o suspeito escondeu, em um buraco, uma sacola sobre a qual ainda colocou uma pedra para dificultar sua localização. Após descobrirem o esconderijo do traficante, os policiais abordaram o suspeito, que tentou fugir, mas foi alcançado. Ele teria negado a venda de drogas no local.


Em seguida, policiais retiraram a sacola do buraco e encontraram 74 invólucros de maconha, 70 de cocaína, 66 de crack, incluindo 28 pinos com o mesmo tipo de droga. Além disso, na sacola havia três frascos com lança-perfume.


O suspeito foi encaminhado ao 2º DP de Suzano, onde foi indiciado em flagrante por tráfico de drogas, tipo de crime que foi registrado 44 vezes, entre abril e maio deste ano no distrito, segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública.


A reportagem procurou as secretarias da Educação e de Segurança Pública, gestão João Doria (PSDB), além da PM, sobre o caso. Porém, os órgãos não se manifestaram até a publicação desta reportagem.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação/PM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo