Fechar

Política

Maringá

Projeto quer permitir entrada de animais de estimação em hospitais

Publicado por Nailena Faian, 16:46 - 25 de Fevereiro de 2019

Um projeto de lei que permite o ingresso de animais de estimação em hospitais públicos e privados de Maringá foi protocolado pelo vereador Flávio Mantovani (PPS) no fim de janeiro. Agora, a matéria aguarda parecer das comissões permanentes.


A ideia, defende o parlamentar, não é liberar a entrada de pets de qualquer maneira. Haverá casos específicos em que isso ocorrerá. “Já é permitido em vários lugares do país. A intenção é que animais de estimação possam visitar, por exemplo, crianças que estão doente e não podem sair do hospital. Existem estudos que mostram que isso é benéfico”, explica o vereador.


De acordo com a matéria, os pets poderão ficar no hospital em período pré-determinado. Serão autorizados todos os tipos de animais de estimação que podem entrar em contato com o ser humano sem oferecer perigo, como cães, gatos, pássaros, coelhos, chinchilas, tartarugas, hamsters. Outras espécies deverão passar por avaliação do médico responsável pelo paciente.

A visita do pet ao paciente deverá ser agendada junto à administração do hospital e ele deverá estar acompanhado de um familiar. O animal terá que ser levado em caixas de transporte, ressalvado o caso de cães de grande porte.


O projeto de lei ainda restringe alguns lugares em que os animais não serão permitidos, como no setor de quimioterapia, de transplante, nas áreas de preparo de medicamento, entre outras. Esse encontro entre o animal e o paciente deverá ocorrer em um local determinado, podendo ser no próprio quarto de internação, sala de estar específica ou, no caso de cães de grande porte, no jardim interno.


A matéria também prevê que a entrada de animais nos hospitais deverá seguir normas estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como autorização do médico do paciente internado e laudo veterinário atestando as boas condições de saúde do animal, acompanhado da carteira de vacinação atualizada.


Mantovani ressaltou que o texto final do projeto de lei será encaminhado para votação somente após aceitação prévia de representantes de profissionais da saúde.

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo