Fechar

COLUNISTAS

A volta da 'fera': Lorena reforça o Maringá Vôlei

Publicado por Carlos Emori/Giro Esportivo, 14:55 - 20 de novembro de 2019

Bloco de Imagem

MODA MARINGÁ. Lorena foi um dos destaques do Maringá Vôlei na primeira temporada do time. Foto: Divulgação

O ano era 2013 e o calendário esportivo maringaense parecia já estar traçado. Foi quando uma surpreendente notícia positiva abalou o cenário local, estadual e até nacional.


Maringá estava de volta à Superliga Masculina de Vôlei e desta vez com um time competitivo, liderado pelo então levantador e presidente Ricardinho. O primeiro reforço para o time foi o oposto Lorena.


Conhecido pela personalidade forte, interação com a torcida nas arquibancadas e, principalmente, pela qualidade ‘no laranja’, o jogador chegou com muita expectativa e festa dos torcedores.


Dentro de quadra sempre demonstrou a raça característica e garantiu muitos pontos para o Moda Maringá. O ‘casamento’ entre Lorena e Maringá Vôlei durou apenas uma temporada.


De lá para cá, muitos jogadores passaram pelo time e muitos clubes pela carreira de Lorena. Raros momentos apresentaram tanta sinergia como aquela vista na temporada 2013/2014. Ontem (19), o torcedor maringaense foi surpreendido novamente com o retorno do oposto e a festa nas redes sociais foi grande.



Análise: o que esperar?


A luta e garra dentro de quadra já estão garantidas, mas agora aos 40 anos, pode ser peça fundamental para dar o equilíbrio técnico necessário para o time, que mescla juventude experiência.


Se será titular, é cedo para opinar, mas nos treinos e cotidianos, pode fazer todos os jovens evoluírem.


Ao lado de Pato, Everaldo e Daniel, acredito que Lorena pode acrescentar muito para este time fazer bonito novamente na Superliga. É esperar para o ver o show.


Bloco de Imagem

Ricardinho e Lorena. Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo