Fechar

Gastronomia

Vinho

'É preciso aprender a educar a degustação', diz Jorge Lucki

Publicado por Redação GMC, 14:40 - 18 de junho de 2019

Na noite desta terça-feira (18), ocorre no Country Clube de Maringá o evento 'Talk Wine', promovido pelo Grupo Maringá de Comunicação. O evento contará com a participação do renomado jornalista e crítico de vinhos Jorge Lucki.


Serão duas degustações: a primeira, a 'Talk Wine Premium', será às 19h e contará com a participação de 60 pessoas - o valor da degustação premium é de R$ 500 por pessoa. Às 20h30, se iniciará o segundo momento de degustação, quando Lucki baterá um papo de 45 minutos com os participantes sobre o mundo do vinho. Para participar somente desta segunda fase do evento, o custo é de R$ 200 por pessoa.


E no dia do evento, Jorge Lucki compareceu ao estúdio da CBN Maringá e bateu um papo com o jornalista Gilson AguiarVale lembrar que Lucki é colunista da CBN - ele apresenta o "Momento do Brinde'.

Bloco de Imagem

Foto: Rodisley Souza/CBN Maringá

Confira trechos da entrevista:



Como você entrou no mundo do vinho?


"Começou na faculdade. Como todo estudante de faculdade, bebe tudo, bebe qualquer coisa, experimenta tudo. Eu nunca fui de beber de cair, mas bebia. Whisky não batia, mas as outras bebidas eu experimentava aqui, experimentava ali. Mas quando eu bebia vinho, alguma coisa me chamava a atneção. Por quê que esse vinho é diferente do outro? Por quê que hoje esse vinho é assim e o ano que vem é diferente? E eu fui buscar as respostas pra isso. Tive que aprender francês para ler os livros. Não tinha livro em português."


Como você avalia esse "Boom" do vinho no mundo todo?


"Acho que a grande magia do mundo do vinho é a diversidade, é isso que ele te oferece. Hoje você toma um vinho sul-africano, amanhã você toma o francês, depois você toma o chileno... essa é a grande magia do vinho, você poder viajar o mundo inteiro através do vinho. E cada vinho tem sua particularidade, não existe 'o melhor lugar pra produzir vinho'. Acho que o importante e é isso que a gente vê cada vez mais, o produtor buscar o sentido de origem, o sentido do lugar. A busca hoje é cada vez mais a gente querer um vinho que tenha a identidade."


Como a gente educa o paladar para falar tantas línguas de tantos vinhos?


"Primeiro, você começa do zero. O paladar a gente educa, realmente. O bebê só sente o sabor doce, ele vai desenvolvendo o paladar ao longo do tempo. E o mesmo acontece quando a gente e adulto. Você começa a tomar vinho, tem vários passos. Você vai educando o seu paladar e elegendo suas preferências. Não necessariamente você tá preparado pra tomar um vinho de 2 mil dólares. Não adiante pegar e compar um vinho de 2 mil dólares se você não vai aproveitar. Busque um novo degrau, é assim que você educa o seu paladar. Você vai chegar num vinho de 2 mil dólares? pode ser que sim, pode ser que não. O importante é você chegar no teu patamar de prazer."



 

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo