Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Notícias

Brasil não é sapato

O por que somos assim? Temos um hiato entre a sociedade e o Estado. Uma lacuna. Nossa democracia esbarra em uma condição fundamental, a distância histórica entre a formação do Estado e a sociedade. Enquanto isso, distanciamos de nossa própria condição para projetarmos o que não somos. Temos que assumir aquilo que foi construído ao longo do tempo. Conhecer nossa própria história.

Navegamos ao sabor da retórica ilusória da popularidade. Escolhemos líderes que expressam de forma resumida e precária os anseios na ilusão de caricaturas. Não percebemos a importância que a liderança tem em sua função racional, necessária. Não paramos para pensar na necessidade concreta de um projeto de futuro. Realmente uma verdade se resume na frase, “cada povo tem o governo que merece”.

Incomoda a tosca capacidade de avaliação que se faz das ideias e ideologias políticas no Brasil. Da falta de implantação de um poder fundado em um projeto nacional. Hoje, como nas últimas décadas, somos obrigados a conviver com um discurso raso de governantes. O mesmo do boteco periférico carregado de forma legítima pela limitação dos que o povoam. A pobreza daquele que não conheceu a instrução, a racionalidade, a lógica mais complexa, há tempos se encontra legitimado no líder político.

Esta condição da ignorância elevada me lembra a história da Quebra da Bolsa de Nova Iorque. O bilionário do petróleo John Rockefeller costumava engraxar seus sapatos com um garoto antes de ir para o escritório. Em meio ao seu trabalho, o menino resolveu aconselhar o magnata norte-americano sobre ações da bolsa, dando dicas de que alguns papéis iriam subir. Rockefeller, assim que se despediu do engraxate “entendido em finanças”, vendeu todas as suas ações na bolsa de valores. O resumo da história é simples, quando um engraxate fala de algo que não conhece como se fosse entendido é porque o negócio está falido.

No Brasil, vivemos esta lógica do engraxate, nada contra a pessoa, toda a oposição a limitação de seu entendimento sobre algo complexo explicado de forma simples. A ignorância pode levar uma nação a falência. Infelizmente estamos caminhando nessa direção já há um bom tempo. E muitos dos nossos líderes são uma expressão disso. Um povo que não percebe a lógica rasa e se encanta por ser levado a sério ao reconhecer em seus líderes o mesmo raciocínio simples do engraxate que lustra os sapatos do magnata.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Notícias

Vamos falar sobre… ciclone bomba

Em Maringá os estragos foram grandes. Mas o que é um ciclone bomba? Qual a relação com o aquecimento global? Confira no Podcast CBN Maringá.