Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Maringá

Em Maringá, cartelas de remédio viram cadeiras de rodas

A doação de objetos que, aparentemente, não teriam mais serventia, pode auxiliar na recuperação de alguém. Foi com essa prerrogativa que um projeto da associação de Assistência à Reabilitação e Bem-estar de Convalescentes (Arbec) chegou a Maringá. Transformando as cartelas de comprimidos vazias em cadeiras de rodas para pessoas em recuperação.

Há pouco mais de dois meses atuando na cidade, o “Transformar” já recolheu mais de uma tonelada de cartelas de remédios que iriam para o lixo. Com os objetos em mãos, o trabalho dos voluntários é destinar as cartelas às empresas que comprem esse material para reciclá-lo.

“Nós pegamos as cartelas, levamos para Londrina, [onde] é separado o alumínio do plástico. O alumínio vai para o sul, em Porto Alegre e Santa Catarina, e o plástico vai para São Paulo e Minas [Gerais], que é a mesma empresa que recicla esse material. Nós não pegamos dinheiro da empresa. Nós compramos a cadeira e mandamos o boleto para eles [pagarem] quando atingir a quantidade certa do valor da cadeira”, explica Gilmar Ramos dos Santos, presidente da Arbec.

Após a compra da cadeira de rodas, qualquer pessoa em recuperação pode utilizá-la. “Nós emprestamos, não doamos. Atendemos todas as entidades e todo mundo que precisa”.

Para fazer o empréstimo de uma cadeira de rodas, basta um agendamento prévio.

“[A pessoa] entra em nosso site, ou Whatsapp, e faz o pedido por um formulário. Em torno de 48 horas ela recebe o retorno com a data e hora para retirar a cadeira. Ela só precisa imprimir um termo disponível no site, preenche e assinar”, explica. O empréstimo é por tempo indeterminado. “Quando não precisar mais, ela devolve”, garante.

No tempo em que o projeto está em Maringá, as doações que a associação recebeu foram revertidas na compra de duas cadeiras que, segundo Santos, já estão emprestadas.

700 quilos de cartelas vazias recolhidos equivalem a uma cadeira de rodas. 300 quilos do mesmo material equivalem a uma cadeira de banho.

As cartelas são captadas em farmácias, escolas ou Unidades Básicas de Saúde que tenham uma urna de coleta.

Além das cadeiras, a Arbec também faz empréstimos de cama hospitalar, muletas, botas ortopédicas, andadores, tipoias, inaladores, aspirador de traqueotomia, suporte de soro e talas.

A associação ainda recebe os mesmos objetos como doação de ex-pacientes que não utilizem mais. A ajuda também chega por meio de doações em dinheiro, que ajudam a manter a Arbec.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Maringá