Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Maringá

Energia elétrica: 340 ‘gatos’ foram flagrados em Maringá em 2019

Usar energia elétrica sem pagar é crime. Apesar disso, muita gente ainda recorre aos “gatos” para usufruir do serviço. Em 2019, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou 340 casos de fraude ou furto de energia em Maringá.

Os procedimentos irregulares flagrados representam o prejuízo de aproximadamente R$ 2,4 milhões para a companhia. Foram cerca de 2,8 milhões de quilowatt/hora consumidos, o equivalente ao consumo de 1.300 casas em um ano.

No Paraná, a Copel flagra 43 “gatos” por dia. O combate aos procedimentos irregulares exige tecnologia e gestão adequados, conforme explica o gerente da Divisão de Inspeção da região norte e noroeste, Ayrton Bellezze.

“Em todo o estado do Paraná a Copel realiza esse trabalho e, através de relatórios indicativos de unidades consumidoras, com variação de consumo e através de denúncia de consumidores, equipes vão a campo para fazer uma fiscalização, ver se há irregularidade da entrada de energia da unidade consumidora”, explica.

Crime

As práticas de furto de energia e de adulteração no medidor se enquadram nos crimes previstos pelo Código Penal Brasileiro. A apuração e cobrança do consumo não registrado baseiam-se na Resolução Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (414/2010), que estabelece o pagamento da energia desviada e de custos administrativos.

A Copel mantém atualmente 40 equipes dedicadas à atividade de inspeção das instalações, que em 2019 garantiu a recuperação de R$ 34 milhões no Paraná.

“Além do trabalho que a companhia faz, de autuação, tem também a questão legal. Isto está contemplado no Código Penal. Consumidor responde por isso, sujeito a pena de 2 a 8 anos de reclusão, conforme o caso”, alerta Bellezze.

Quem tem informações sobre ligações irregulares ou fraudes na medição da energia elétrica pode oferecer uma denúncia anônima para que a Copel possa verificar a situação.

No ano passado, foram 5 mil denúncias recebidas pela Companhia, que direcionaram 10% das inspeções feitas pelas equipes de campo. A denúncia pode ser registrada pelo telefone 0800 51 00 116.

Com informações da AEN

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Maringá

Prefeitura de Maringá volta atrás em algumas medidas do novo decreto

Prefeitura de Maringá volta atrás em algumas medidas do novo decreto

A Prefeitura de Maringá voltou atrás em relação à suspensão dos ônibus aos finais de semana. Em novo decreto, publicado na tarde desta quarta-feira, 8, o poder público autorizou a volta do serviço de transporte público aos sábados e domingos para os trabalhadores ou emergências.