Fechar

Maringá

R$ 250 mil

Justiça condena motorista que provocou acidente com morte em Maringá

Publicado por Nailena Faian, 18:02 - 17 de Janeiro de 2020

Um homem acusado de provocar um acidente com óbito na Avenida Colombo, em Maringá, em 2014, foi condenado a indenizar a família da vítima em R$ 250 mil. A decisão foi publicada nesta sexta-feira, 17.


Conforme a sentença proferida pelo juiz Juliano Albino Manica, da 3ª Vara Cível de Maringá, o proprietário do veículo e a seguradora também foram responsabilizados na ação e terão que arcar com a indenização.


Além do valor a ser pago para a viúva da vítima e os três filhos, os réus foram condenados ao pagamento de pensão alimentícia no valor mensal de 2/3 de R$ 1.040,06, da data do óbito até quando o vitimado completaria 65 anos de idade.


O juiz estipulou o prazo de seis meses para o início de cumprimento da sentença, mas ainda é possível recorrer da decisão. 


Acidente


O acidente ocorreu em 19 de janeiro de 2014, na Avenida Colombo, sentido Mandaguaçu. A vítima, João Paulo Felix, na época com 48 anos, pilotava uma motocicleta que foi atingida na traseira por um carro.


O condutor, segundo o processo, trafegava em alta velocidade e não prestou socorro à vítima.


Felix chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital, mas não resistiu. Ele sofreu traumatismo craniano e hematoma cerebral.


Outro lado


Por meio de nota, os advogados dos réus se pronunciaram. Confira a nota na íntegra.



“O escritório Poppi, Simoni & Alencar Advogados Associados, banca de advogados que defende os interesses dos Réus neste processo, afirma que respeita a sentença proferida pela primeira instância, mas que com ela não concorda. No caso, os advogados dos Réus entendem que a culpa pelo triste acidente que vitimou o Sr. Paulo José Felix se deu por sua própria e exclusiva culpa. Convictos de tal ponto, os advogados irão recorrer para o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná para uma reavaliação das provas do caso."



*Reportagem atualizada no dia 27/01/2020 às 15h45 para acrescentar o posicionamento da defesa dos réus.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/Divulgação/PMM

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo