Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Paraná

Escola: Diretor compra detector de metais para evitar entrada de armas

A compra de um detector de metais para uso na entrada do Colégio Estadual Vila Macedo, em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, tem gerado polêmica.

De acordo com o diretor da instituição, Gilmar Cordeiro, que concedeu entrevista à Banda B nesta terça-feira (19), a compra foi feita com dinheiro do próprio bolso dele e teve como base o histórico de violência no local.

O principal objetivo foi o de evitar a entrada de armas no local. Entre os pontos polêmicos, porém, está a intimidade dos adolescentes.

Cordeiro explica que pagou R$ 400 pelo aparelho e está buscando apenas reforçar a segurança dentro da escola.

“Infelizmente temos incidentes de alunos que trazem objetos que não são de cunho pedagógico e, muitas vezes, que provocam violência. Acredito que, independentemente de todo o investimento do governo, há necessidade de aprimorar e trazer o debate do detector de metais. A partir do momento que a escola coloca esse dispositivo, vamos inibir a vinda desse equipamento nocivo nas escolas”, disse.

Não há nenhuma lei que proíba o uso do detector de metais, mas a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) diz que não recomenda a utilização de equipamentos para detecção de metais, entendendo que a responsabilidade pela segurança do ambiente escolar compete à Polícia Militar e ao Batalhão da Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), que possuem protocolos de segurança próprios e devida capacitação.

Seed

Em nota, a Seed disse que, no âmbito do Programa Escola Segura, pelo qual a escola em questão é contemplada, também não há previsão de uso de detector de metal.

“Em caso de qualquer suspeita ou diante de situação que represente insegurança, a escola deve seguir o protocolo estabelecido no Manual de Orientações Práticas de Segurança para as Instituições de Ensino, produzido em parceria com o BPEC, no qual constam os procedimentos e protocolos de atendimento de situações envolvendo indisciplina e atos infracionais. O manual pode ser encontrado aqui: www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/Manuais/manual_seguranca2017.pdf“.

Leia a reportagem completa na Banda B.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Paraná