Fechar

Paraná

Em Sarandi

Museu tem bicicleta do Exército suíço e centenas de outras relíquias

Publicado por Fábio Guillen, 08:11 - 22 de January de 2020

Um empresário de Sarandi tem em empresa nada mais, nada menos que uma das famosas bicicletas pretas do Exército suíço.


A bike fabricada em 1946, um ano após o fim da Segunda Guerra Mundial, tem até uma coberta na garupa com o emblema da cruz helvética. O modelo foi usado nas tropas ciclistas militares da Suíça.



“É um privilégio pra mim tê-la na minha coleção. Tenho muito orgulho de falar dessa bicicleta”, disse o empresário e colecionador Marcos Flausino Dias, ao GMC Online.



Dias possui uma coleção incrível de bicicletas pesadas, antigas, com rodas enormes, mas cheias de estilo. São bikes que ajudam a contar um pouco da história do mundo, como uma inglesa, de rodas grandes, fabricada em 1880.



“A paixão por bicicletas começou na infância. Andei minha vida toda de bicicleta. Hoje em dia as pessoas deixaram a bicicleta de lado, mas eu sempre gostei. Fui comprando, juntando e virou uma grande coleção”, disse o empresário.



O colecionador não gosta de contar quantas bicicletas possui, mas ele estima que seja muito mais que 300. E todas são diferentes. Não existe bike repetida. Para fazer o museu, que por enquanto não é aberto ao público, ele precisou de um barracão de 900 metros quadrados e mais de 300 kg de correntes para pendura-las.



“Tem que ser muito apaixonado mesmo para fazer tudo isso. Mas eu amo isso aqui [risos]”, comentou Marcos Flausino Dias.



A paixão do empresário atravessou fronteiras. Recentemente ele inaugurou em Salto Del Guairá, no Paraguai, o Museu da Bicicleta, que fica dentro do Shopping Mercosur.



“É uma experiência muito legal. Lá qualquer pessoa pode pagar e ver um acervo incrível com inúmeras bicicletas. É um programa bem legal para toda a família.”


Veja abaixo vídeos e galeria de imagens


Bloco de Galeria
Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo