Fechar

Política

Paraná

Com ações do Codem, Estado apresenta inovações na educação

Publicado por Redação GMC, 15:11 - 25 de September de 2019

O secretário estadual de educação, Renato Feder, apresentou inovações para a educação em todas as escolas do Paraná, em reunião realizada nesta terça-feira (24), com o governador Carlos Massa Ratinho Junior.


Várias das ações inovadoras apresentadas já haviam sido debatidas por meio das câmaras técnicas do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) e apresentadas ao secretário Renato Feder em maio deste ano, em Maringá.


Dentre as solicitações do Codem entregues ao governo do Estado para as escolas estaduais estão políticas públicas para: melhoria do O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb); redução dos índices de reprovação, evasão escolar e distorção idade-série; integração entre municípios e Estado na transição do 5º para o 6º ano do Ensino Fundamental; aumento do volume de estudantes que concluem a Educação Básica com condições de ingressar no ensino superior.


Destaque, ainda, para uma das iniciativas do Codem e que é pioneira no Paraná. Trata-se do projeto de implantação de Educação Financeira em todas as escolas municipais, estaduais e privadas em Maringá a partir de 2020.


Ao conhecer a proposta do Codem, Feder elogiou as iniciativas das câmaras técnicas do conselho e comprometeu-se em primeira mão em implantar Educação Financeira em todas as escolas estaduais do Paraná a partir de 2020.


Essas e as demais ações inovadoras apresentadas pelo governo este ano e que se tornam realidade estão alinhadas com o projeto Masterplan, que planeja Maringá até 2047 (quando a cidade completará 100 anos) e continuarão sendo acompanhadas pelo Codem.

Bloco de Imagem

Reunião foi realizada nesta terça-feira. Foto: AEN

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo