Fechar

Futebol

Futebol

Sem Neymar, Tite convoca seleção brasileira para amistosos

Publicado por Agência Estado, 11:19 - 25 de Outubro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/CBF

O técnico Tite revelou nesta sexta-feira (25) os 23 escolhidos por ele para tentar fazer a seleção brasileira se reencontrar com a vitória após quatro tropeços seguidos.


O técnico não chamou jogadores que atuam no Brasil, por estarem em fase decisiva da temporada, nem Neymar, que está machucado.


Os dois próximos compromissos da seleção são contra Argentina e Coreia do Sul, respectivamente nos dias 15 e 19 de novembro. A primeira partida acontecerá na Arábia Saudita, e a segunda, nos Emirados Árabes Unidos.


A última vitória da seleção brasileira foi contra o Peru, na final da Copa América. Desde então, empatou por 2 a 2 com a Colômbia e perdeu por 1 a 0 para os peruanos em amistosos nos Estados Unidos. Em Singapura, empatou por 1 a 1 com Senegal e Nigéria.


Essa foi a última convocação de Tite antes de escolher quem representará o Brasil nas primeiras partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O torneio começa em março de 2020.



A LISTA DE CONVOCADOS


Goleiros
Alisson (Liverpool)
Daniel Fusato (Roma)
Ederson (Manchester City)


Laterais
Danilo (Manchester City)
Emerson (Real Betis)
Alex Sandro (Juventus)
Renan Lodi (Atlético de Madri)


Zagueiros
Éder Militão (Real Madrid)
Felipe (Atlético de Madri)
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (PSG)


Meias
Arthur (Barcelona)
Casemiro (Real Madrid)
Fabinho (Liverpool)
Lucas Paquetá (Milan)
Douglas Luiz (Aston Villa)
Philippe Coutinho (Bayern de Munique)


Atacantes
David Neres (Ajax)
Roberto Firmino (Liverpool)
Gabriel Jesus (Manchester City)
Richarlison (Everton)
Rodrygo (Real Madrid)
Willian (Chelsea)


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo