+ Esportes

Talento

Maringaense Felipe Drugovich estreia na Fórmula 3 neste fim de semana

Publicado por Chrystian Iglecias, 15:00 - 09 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Drugovich liderou uma tarde de testes no mesmo circuito das corridas do fim de semana. Foto: Reprodução/Instagram

Começa neste fim de semana o Campeonato de Fórmula 3 da FIA de 2019. As duas primeiras corridas do ano serão realizadas no Circuito de Barcelona-Catalunha, no sábado (11) e no domingo (12), às 5h15 - o treino classificatório é na sexta-feira (10), às 12h10. E o piloto maringaense Felipe Drugovich, 18, membro da famosa família Drugovich, proprietária da Drugovich Auto Peças, estará representando a Cidade Canção na categoria de apoio para o Mundial de F1 e para o Campeonato de F2 da FIA. 


Drugovich foi campeão do Euroformula Open de 2018 com campanha dominante. Em 16 corridas, ele venceu 14 e foi ao pódio nas outras duas, além de ter conquistado dez pole-positions. Com isso, ele chamou a atenção da equipe inglesa Carlin Buzz Racing, que o anunciou em fevereiro deste ano como um dos três pilotos para a Fórmula 3.



"É um ano muito importante, acho que o ano da Fórmula 3 está muito forte. Se eu tiver um bom resultado será algo muito bom. O potencial desse ano é bom, tenho me preparado muito bem, tanto mentalmente, quanto fisicamente e tecnicamente", disse o jovem em entrevista ao portal GMC Online.



No período de testes, entre os meses de março e abril, Felipe Drugovich chegou a liderar uma tarde no mesmo circuito da primeira etapa. Em conversa com o portal, ele avaliou os testes de maneira positiva.


"O período de testes foi bom, testamos muitas coisas. Achamos que poderia ter sido melhor, tivemos alguns probleminhas com o carro, o que é normal, é um carro novo. Tivemos até menos problemas do que eu esperava. Então foi bom", explicou o piloto.


 

Bloco de Imagem

Drugovich guia sua Carlin no período de testes em Barcelona. Foto: Reprodução/Instagram

Sobre as diferenças do carro da Carlin com relação ao F3 que guiou em 2018, Drugovich afirmou que o peso é o fator que mais difere. "É diferente o jeito que você tem que entrar nas curvas, sair das curvas, carregar mais velocidade, carregar menos velocidade. Mas são coisas que dá pra se adaptar rapidamente", disse. "O carro é muito mais potente, muito mais rápido de reta e freia muito também", completou.


Para Drugovich, o potencial do carro é bem mais alto do que o desempenhado nos testes de pré-temporada. Com relação à primeira etapa, em Barcelona, o piloto afirmou que ainda não há como saber em quê nivel está a sua equipe.


"Só saberemos onde estamos exatamente depois da primeira etapa, como posição e como perfomance. Queremos continuar melhorando, não estamos ainda no potencial que a gente tem. O potencial é bom, e estamos trabalhando ainda para chegar na primeira corrida o mais preparados possível", disse o maringaense.


Confira o calendário de provas da Fórmula 3 2019


1ª etapa – 10 a 12 de maio – Barcelona (ESP)
2ª etapa – 21 a 23 de junho – Paul Ricard (FRA)
3ª etapa – 28 a 30 de junho – Red Bull Ring (AUT)
4ª etapa – 12 a 14 de julho – Silverstone (ING)
5ª etapa – 2 a 4 de agosto – Hungaroring (HUN)
6ª etapa – 30 de agosto a 1º de setembro – Spa-Francorchamps (BEL)
7ª etapa – 6 a 8 de setembro – Monza (ITA)


 

Bloco de Imagem

A concentração de Drugovich antes de ir à pista. Foto: Reprodução/Instagram

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo