Fechar

Volei

Copel Telecom

Apesar de investimento menor, rendimento do Maringá sobe na temporada

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:37 - 30 de Janeiro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: João Paulo Santos/Resenha Comunicação

Em 13 jogos da Superliga Masculina 2018/2019, o Copel Maringá venceu seis e perdeu sete jogos – aproveitamento de 46%. A equipe é a sétima colocada do torneio nacional. Se terminar o returno entre os oito primeiros, avança para o mata-mata.


O desempenho do time neste ano é melhor que nas últimas temporadas. Na comparação com a de 2017/2018, a equipe do treinador Alessandro Fadul já soma o dobro de vitórias. Na edição passada da Superliga, o time venceu apenas três jogos e perdeu 19 – terminando o torneio na décima primeira colocação, sendo rebaixado à Superliga B.


Como uma equipe desistiu e o regulamento permitia a entrada de um time rebaixado, o Copel Maringá voltou à elite no torneio nacional. E tem se saído bem, dentro dos conformes. O detalhe é que está é a temporada com menor investimento financeiro, sem grandes estrelas ou patrocínios pesados.


Na avaliação de Fadul, o técnico da equipe, o foco no treinamento e a vontade dos jogadores mais novos fazem a diferença.


"É a equipe mais barata que já foi montada aqui. Temos jogadores jovens, a equipe foi montada em cima da hora. Mas isso não significa que o desempenho não fosse crescer e evoluir. É um grupo de muito potencial. Conseguimos estes resultados como fruto de muito trabalho", reiterou.


O capitão da equipe é o levantador Rodrigo. Ele chegou ao Maringá neste ano, e espera que o time siga nessa crescente.


"Acho que o time tem um saldo positivo, viemos crescendo durante a competição, trabalhando bastante pra conquistar nossas metas e objetivos. Espero que este saldo continue crescendo. Vamos encarar jogos difícieis, e espero que sigamos alcançando nossas metas. Que Deus continue nos abençoando para isso", afirmou.


Nesta quinta-feira (30), o Copel recebe o Sada Cruzeiro, no ginásio Chico Neto, às 19h30. O time mineiro é o líder do torneio, com 32 pontos. Em 13 jogos, são 11 vitórias e duas derrotas. Só que após essa quinta-feira, os próximos adversários são mais fracos, digamos assim. É que a Superliga define no regulamento que os primeiros colocados da temporada anterior enfrentam os últimos. E aí, claro, é mais comum o time melhor colocado vencer.
O técnico Fadul diz que o adversário não importa. A preparação é a mesma.


"Pra gente todo jogo tem a mesma importância. A gente se prepara sempre para o desempenho máximo. O nosso principal objetivo é sempre manter o melhor desempenho'', disse Fadul.


O Sada acabou de ser campeão da Copa Brasil de Vôlei. Na semifinal, venceu o Maringá.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo