Fechar

Gastronomia

drink nas alturas

Expoingá terá bar suspenso a 40 metros do chão; vai encarar?

Publicado por Redação GMC Online, 17:11 - 03 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

O que acha de tomar um drink nas alturas, confortavelmente, suspenso a 40 metros? A 47ª Expoingá traz mais uma atração: o “Up Adventure”. Trata-se de um bar suspenso por um guindaste, com uma estrutura semelhante ao famoso “Dinner in the Sky”, restaurante itinerante, internacionalmente reconhecido, onde as pessoas fazem suas refeições no alto.


A iniciativa é do grupo JTorres, que trabalha com guindastes e muncks há mais de 10 anos em Maringá. “Estamos no mercado há um bom tempo, mas começamos com o entretenimento neste ano”, comenta a gerente do empreendimento, Angélica Torres de Oliveira. “Trazemos um conceito totalmente novo e radical para quem busca algo diferente e cheio de emoções”, acrescenta.


De acordo com ela, não é somente uma bebida, mas a experiência pode externar todas suas emoções e pô-las a prova. “Todos os que participam, saem maravilhados, pelo simples fato de nunca terem vivenciado algo parecido. Tomar um cocktail ou saborear um delicioso jantar a mais de 40 metros de altura, realmente é uma oportunidade única”, destaca.


Podem subir até 14 pessoas de uma vez, e a cada subida, o cliente ganha um drink.


Antes de serem içados, os participantes assistem a um vídeo demonstrativo para saberem como devem proceder quando estiverem na plataforma e se manterem em segurança. Nos casos de chuvas e ventos fortes, a plataforma não será içada e a experiência será adiada, reagendada, ou o cliente terá a devolução integral de seu dinheiro.


O valor para experimentar a aventura não foi divulgado.


Por assessoria de imprensa
*Matéria atualizada às 17h56

Bloco de Imagem

Foto: Divulgação

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo