Fechar

Maringá

Boa ação

Empresários de Maringá se unem e compram 10 respiradores

Publicado por Fábio Guillen, 14:32 - 24 de março de 2020

Bloco de Imagem

Equipamentos são fundamentais para as UTIs e serão entregues para o HU de Maringá - Foto: Agência Brasil

Um grupo de empresários, organizado pela Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), se uniu e comprou 10 respiradores e 20 oxímetros para o HU de Maringá, o equivalente a R$ 1,3 milhão.


De acordo com o presidente da Acim, Michel Felippe Soares, a compra foi realizada esta semana e os equipamentos devem chegar em poucos dias.



“A gente acredita que na próxima semana já possamos entregar esses equipamentos ao HU de Maringá. Está difícil comprar mais porque não encontramos fornecedores. Existe uma demanda muito grande e quando achamos o fornecedor pede um prazo muito longo de entrega”, disse Soares.



Os respiradores são equipamentos essenciais no tratamento de pacientes com complicações por coronavírus. A ideia dos empresários é comprar, em parceria com a prefeitura da cidade, pelo menos 100 equipamentos destes. O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, disse que os esforços estão vindo de todos os lados.



“A prefeitura tem recurso para comprar e estamos em contato com a China, mas a dificuldade é o tempo hábil para as empresas produzirem os equipamentos para nossas UTIs. Mas vamos conseguir aumentar nossa capacidade de atendimento. Os empresários também estão se mobilizando”, comentou Maia.



Doações


Para contribuir, pessoas físicas e jurídicas poderão depositar qualquer valor em conta-corrente: banco 756 (Sicoob Metropolitano), agência 4340, C/C 161.984-5, CNPJ 79.129.532/0001-83. A conta é exclusiva para essa campanha e a titular é a Associação Comercial e Empresarial de Maringá.



 Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo