Fechar

Maringá

Diversão

Trenzinho, museu e trilhas são atrações do Parque do Ingá

Publicado por Redação GMC Online, 17:04 - 07 de Dezembro de 2018

Bloco de Imagem

Foto: divulgação/PMM

A volta do trenzinho, o museu e as trilhas ecológicas estimulam a comunidade a aproveitar o Parque do Ingá para o lazer, atividade física, piqueniques e momentos de descontração com a família.


Há mais de 15 anos desativado, a atração do trenzinho foi desfrutada aproximadamente por sete mil pessoas desde o início da operação em 17 de outubro.


Durante a semana o trenzinho é oferecido a escolas. Além de passearem pelos caminhos do parque, os alunos conhecem mais sobre a fauna e flora local. Nesses três primeiros meses, o trenzinho terá caráter experimental e será viabilizado pela parceira entre o Provopar iniciativa privada.


O trenzinho também tem caráter social. O visitante pode contribuir com um alimento não perecível como ingresso a ser destinado para entidades assistenciais no município. A comunidade tem se sensibilizado e já deixou cerca de meia tonelada de alimentos desde o retorno da atração.


Trilhas


No segundo semestre, mais de 2 mil alunos da rede pública e particular participaram das trilhas ecológicas no Parque do Ingá. Estagiários de Ciências Biológicas e servidores da Secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal monitoram as atividades, apresentando espécies de árvores e de pássaros, além de outros seres vivos que compõem a reserva.


O gerente de Áreas de Preservação Ambiental, Adeilson Renato da Silva, explica que as atividades atendem desde crianças de cinco anos a adolescentes do ensino médio, inclusive de outras cidades da região. “Escolas saem cedinho de municípios como Paranacity e Iguaraçu para participar. Nosso objetivo é sensibilizar os alunos para não alimentar os animais silvestres, realizar o descarte correto de lixo, cuidar dos equipamentos públicos e zelar pelo parque como um todo”, explica.


Maria Fumaça


O aumento de público certamente também será impulsionado com a entrega da locomotiva da Maria Fumaça prevista para fevereiro de 2019. A reforma está praticamente concluída faltando apenas alguns detalhes.


A locomotiva ganhou tintas nas cores originais levantadas em pesquisa histórica e prospecção que apontou os tipos específicos de amarelo, preto e vermelho. Detalhes passaram por restauro em oficina e sino e demais peças de bronze por polimento. Antes dos procedimentos, a máquina recebeu lavagem completa com produtos desengraxantes de alta performance e retirada de áreas oxidada e pintura desagregada.


O secretário de Meio Ambiente e Bem Estar Animal, Ederlei Alkamim, destaca que as ações no parque integram uma série de melhorias, como a preparação e abertura do Portão 2 na Vila Operária, limpeza que retirou caminhões de entulhos do local e plano em andamento de manejo da reserva.


“Além de estimular a visitação, nosso objetivo é o de conscientizar a população que a reserva é de toda a comunidade e deve ser cuidada por todos. O parque merece cuidado, respeito e não pode deixar de ser nosso cartão-postal da natureza mais belo da cidade”, enfatiza Alkamim.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo