Fechar

Maringá

Fim

Último dia da Expoingá foi de movimento intenso

Publicado por Carina Bernardino/CBN Maringá, 07:24 - 20 de Maio de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Carina Bernardino/CBN Maringá

Os números oficiais ainda não foram fechados, mas a Expoingá 2019 estimava atrair 550 mil visitantes e prospectar R$ 600 milhões em negócios nos 11 dias de feira. Nesse domingo (19), o movimento foi intenso. 


No Parque de Diversão, que tinha quase 30 brinquedos, o último dia também foi marcado por filas, assim como por muita adrenalina.


A família da aposentada Maria Aparecida das Neves ficou quase seis horas no Parque de Exposições. Ela amou ver a alegria dos netos em um dos brinquedos. Ouça a reportagem


Nos estandes, os visitantes também puderam se divertir e de graça. A estudante Estela Casagrande jogou videogame em um dos espaços.


Quem trabalhou durante a Expoingá vai sentir saudades, principalmente se o emprego foi uma oportunidade. A Josiane de Souza, por exemplo, estava desempregada há cinco meses e durante a feira trabalhou na limpeza.


A Fazendinha da Emater e o Pavilhão Branco foram os locais mais visitados neste ano. É que ambos tinham muitas novidades. Na Fazendinha, o sorvete de mandioca criado pela produtora rural Luciana de Fátima Rodrigues, de Rosário do Ivaí, chamou a atenção dos visitantes.


No espaço também tinha plantas comestíveis. Já no Pavilhão Branco, o Museu dos Dinossauros encantou crianças e adultos. A vendedora Sandra Sanches foi uma delas.


Em relação às atrações musicais, foram inúmeros shows nacionais e regionais na arena coberta e na Barraca Universitária. No Palco Cultural, foram quase 100 atrações durante a feira, entre dança, teatro e música. A doméstica Alessandra de Almeida acompanhou as apresentações das crianças e adolescentes do Espaço Nelson Verri.


Para a Sociedade Rural de Maringá, a Expoingá deve ter atingido a comercialização prevista. Os números oficiais serão divulgados durante a semana.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo