Fechar

Maringá

Em Maringá

Nova secretária assume em momento crítico na Educação

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 18:22 - 07 de março de 2019

Anunciada nesta quinta-feira (7) como nova secretária municipal de Educação, Gisele Colombari assume em um momento crítico na pasta. Nos últimos dias dois temas ganham força: o caso de abuso sexual envolvendo um professor da rede municipal; e a falta de vagas em creche, que não foi suprida pela licitação aberta.

Gisele é advogada de formação, e ligada ao prefeito de Maringá, Ulisses Maia. Durante anos ela atuou em diversas funções na Uningá. Desde janeiro de 2017 na administração municipal, ela atuou como assessora especial na educação.


A posse da nova secretária não teve alarde, e foi divulgada somente por volta do meio dia. O fato foi adiantando pelo colunista de política da CBN Maringá, Diniz Neto, nas colunas dentro do site da CBN e do portal GMC Online.
Em entrevista à CBN Maringá, Gisele Colombari falou que vai ter mais dificuldades e desafios no cargo.


Questionada sobre os desafios, disse que em relação à licitação das vagas em creche, o processo está se encaminhando. E sobre o caso de abuso sexual, ocorrido no fim do ano passado mas com desdobramentos até o momento, a secretária disse esperar a ação da Justiça.


Atualmente há mais de 3 mil crianças na fila. Após uma série de atrasos, a Prefeitura de Maringá publicou um novo edital para contratar vagas em escolas privadas. Das duas mil procuradas, só 135 foram obtidas.


Nos últimos dias a CBN apurou que a saída de Valkiria Trindade foi marcada por disputas internas e erros dentro da Seduc. O estopim foi o caso do professor que abusou de crianças em uma escola da rede. A informação de bastidor é que Valkiria teria sido informada erroneamente sobre o que havia acontecido, e por isso deu entrevistas dizendo que o professor já tinha sido afastado em outubro. Na verdade, ele trabalhou até o começo deste ano.


Esse fato e outros desgastes levaram à queda dela e de outras quatro pessoas ligadas à Valkiria.Quando perguntada pela CBN se a secretaria de Educação errou no caso do abuso, a nova secretária preferiu não comentar.

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo