Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Notícias

Fake news

As hoje chamadas fake news nada mais são do que notícias falsas. Assim como mouse, shopping e o interesse por guerras em países com petróleo – principalmente no Oriente Médio -, esse termo é mais uma invenção norte-americana.

Eu, uma pessoa old school e em certo sentido brasilianista, diria que prefiro dizer notícias falsas a fake news e diria que sou contra a utilização de expressões em língua inglesa em um texto de língua portuguesa. Eu diria tudo isso não fosse o fato de eu ter usado uma expressão na língua de James Joyce e não na de Luís de Camões na frase anterior. Fiquemos com o nosso estrangeirismo, então. That’s right?

Na prática, a chamada fake news é algo falso que busca soar verdadeiro. Em certo sentido, é tipo o Capital Inicial: diz que é rock mas não é.

Muitas vezes, há sites com nomes similares aos de portais noticiosos que publicam inverdades. Tudo não passa de balela, claro, mas o objetivo é enganar a população para favorecer uma pessoa em detrimento de outra. Costumeiramente, o texto fantasioso pede ao leitor que faça o compartilhamento da mensagem ao final. É a mentira 2.0 que tem alcance estratosférico, gerando mais danos ao Brasil do que a temporada 2007 de Malhação.

A Bíblia diz que o diabo é o pai da mentira. E não, isso não é algo falso. Tá lá no livro sagrado: São João 8:44. Das fake news, portanto, o capiroto também é o progenitor. Há tantos filhas e filhos dele por aí que essa paternidade daria inveja ao saudoso Mr. Catra.

(“O apóstolo João era comunista! Ele e mais 11 pessoas seguiam um barbudo cabeludo que desrespeitava as ordens impostas. #ForaDiscípulos #ApóstoloboméApostolomorto #HerodesePilastosnaPresidência”)

Nesta eleição, vencida democraticamente por Jair Bolsonaro, as fake news tiveram um espaço muito grande em nossas vidas. O WhatsApp foi o principal meio de transmissão das falácias. Isso foi tão ruim e prejudicial que até faz parecer normal você abrir um gemidão no meio de uma reunião de negócios ou durante um velório.

Os propagadores de notícias falsas estão bem articulados. A Folha de S. Paulo, a TV Globo, a Revista Piauí e tantos outros meios de comunicação já trataram sobre o fenômeno. Tem muita gente lucrando com esse compartilhamento. Quem sai perdendo somos nós, jornalistas, que buscamos dar a informação de maneira que ela fique mais próxima à verdade possível. Perde, também, a população que quer saber a verdade. Em outras palavras: todo mundo perde – só que poucos se dão conta disso agora.

O fato triste em relação a isso é que muitas pessoas, por conta das fake news, não se importam mais com a verdade. A histeria é coletiva, ao ponto de a Globo ser chamada de comunista, a Folha, de petista, e o maringaense, de bom motorista.

Tem gente, aliás, compartilhando que o PT queria tornar o Brasil socialista, que iria fazer daqui uma Nova Venezuela, que iria encampar os jornais. Bom, se fosse o partido dos anos 1980 a gente até poderia pensar nisso. Agora, o atual?

De modo geral, nossa população ainda não sabe identificar realmente o que é fato e o que é fake. Ainda temos um longo caminho para resolver isso. Esperançoso que sou, sonho um dia em descobrir que as pessoas decidiram repudiar as fake news e a consumir notícias de veículos que, mesmo errando, buscam a verdade. E, já que é para sonhar, também tenho esperança de um dia o Capital Inicial ser rock de verdade.

Ao que tudo indica, entretanto, isso só deve acontecer quando o PT governar o Brasil à moda socialista e as nossas terras se chamarem Nova Venezuela. Nesse país, aliás, dizem que alguns dos versos do Hino Nacional serão “Meu corpo viraria sol/Minha mente viraria ar/Mas só chove, chove”.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Notícias

Dia 06 – Dia do Amor

O que os números revelam sobre sua personalidade? E o que eles dizem sobre o seu futuro? Confira a numerologia de seu dia! Por Eliana Afõnso.