Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de abril de 2024

Revista diária em celas e melhoria nas câmeras: Justiça determina reforço em presídios federais


Por Agência Estado Publicado 21/02/2024 às 16h29
 Tempo de leitura estimado: 00:00

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) determinou na terça-feira, 20, reforço das medidas de segurança dos presídios federais. Uma das medidas prevê revistas diárias em todas as celas, pátios e parlatórios das unidades.

Na semana passada, dois presos da Penitenciária Federal de Mossoró fugiram da unidade após escalar uma luminária na cela, acessar o pátio e cortar o alambrado de proteção com um alicate. Desde então, cerca de 600 agentes atuam nas operações para tentar recapturar os foragidos. Essa é a primeira fuga da história do sistema prisional federal, criado em 2006.

As medidas adotadas internamente pelo MJSP determinam a realização de reparos na estrutura do presídio, como instalação de refletores em locais escuros e melhoria no sistema de câmeras.

O órgão ordena que seja feito um mapeamento para identificar a necessidade de instalar grades em locais que comportem dutos, sistemas de ventilação e sistema elétrico.

Após escalar a luminária, os fugitivos chegaram a um “shaft”, um espaço onde fica a fiação e a tubulação do presídio, e dali acessaram o teto.

Haverá inspeções in loco das instalações hidráulicas e sanitárias; elétricas; do sistema de ventilação; do tratamento de esgoto e da estrutura de segurança contra incêndio.

A pasta definiu ainda que reforçará o efetivo das penitenciárias federais e, para isso, suspenderá outras missões dos servidores caso seja necessário. Parte dos funcionários atuam em serviços externos como o reforço, por exemplo, na Força Penal Nacional, que está em atividade em Pernambuco para cooperar com as penitenciárias locais.

O Secretário de Políticas Penais, André Garcia, voltou para Brasília nesta quarta-feira, 21, após passar uma semana em Mossoró acompanhando as buscas pelos foragidos. No fim de semana, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, também esteve na cidade potiguar.

A fuga dos criminosos gerou uma crise logo nos primeiros dias da gestão de Lewandowski à frente do ministério. A demora em recapturar os foragidos tem causado desconforto em integrantes da pasta. As investigações não descartam a possibilidade de que os fugitivos possam ter recebido ajuda externa para facilitar a fuga.

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Atraso na compra da vacina da covid-19 adia campanha e deixa Estados sem doses


Atrasos no processo de compra de vacinas contra a covid-19 pelo Ministério da Saúde levaram ao adiamento do início da…


Atrasos no processo de compra de vacinas contra a covid-19 pelo Ministério da Saúde levaram ao adiamento do início da…

Geral

Como funcionava o esquema ‘parasita’ de tráfico de drogas para a Europa descoberto pela PF


A Polícia Federal do Rio Grande do Sul desarticulou nesta terça-feira, 16, uma quadrilha especializada no tráfico de cocaína para…


A Polícia Federal do Rio Grande do Sul desarticulou nesta terça-feira, 16, uma quadrilha especializada no tráfico de cocaína para…

Geral

Bombeiro atira em passageiro que pulou catraca do Metrô na Luz, no centro de SP


Ferido foi encaminhado para atendimento na Santa Casa. Secretaria da Segurança diz que disparo ocorreu após luta corporal entre o…


Ferido foi encaminhado para atendimento na Santa Casa. Secretaria da Segurança diz que disparo ocorreu após luta corporal entre o…