Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Notícias

Inovação empresarial: É só para grandes empresas?

Olá!

Hoje iremos discorrer sobre o tema Inovação Empresarial direcionado para as micro e pequenas empresas, e refletir sobre a maneira que podemos descomplicar a inovação em nossos produtos e serviços. Vem comigo e “Leiture-se” no texto a seguir.

Mas afinal, qual a definição de inovação?

Traduzindo a palavra de uma maneira prática seria: A ação ou o ato de modificar, de renovar os métodos, reestruturar processos, de resignificar a maneira de pensar e agir. Digamos que é criar “novas manias empresariais”, porque “na real”, inovação é isso, você inova, compartilha e vira referência.

Digo isso porque INOVAÇÃO é um conceito muito utilizado no meio empresarial e acaba muitas das vezes ficando tão formal, tão tecnólogico, tão robótico, tão distante que parece que é algo somente para grandes empresas, e isso assusta o micro e pequeno empresário que ao procurar auxílio ou orientação sobre o tema logo de cara ele diz: Mas minha empresa é pequena não tem como eu inserir de uma vez tanta tecnologia! Sabe porque isso acontece? Porque ainda se tem a visão distorcida do que é inovação.
Frequentemente nos atendimentos de consultorias empresariais escuto a seguinte fala: Inovação é só para os grandes! Hellooooow? Como assim?

Vamos desalinhar a perspectiva sobre INOVAÇÃO e vamos ALINHAR com a prática da realidade?

Inovar é entender a sua dor e a dor do seu cliente, a dor do seu produto, a dor do seu processo. Talvez a maior inovação que você pode implantar é gerenciar o seu ego! Esse é o primeiro passo para implantar a inovação como cultura organizacional. Abandone o “empreendedor sabichão”. Conhece ele?

É aquele que empreende para trabalhar para si, para ter “flexibilidade”, mais ainda não se atentou que ser empreendedor é lapidar continuamente a arte de empreendedorismo, porque independente do tamanho do porte do seu empreendimento, você precisa entender que a inovação deve começar por você, sim. Com a sua atitudade em participar da associação comercial da sua cidade, participar de núcleos setoriais, sindicatos, serviços de apoios ao micro e pequeno empreendedor… ou seja, para inovar você precisa participar e fazer Networking, sim! À palavra é chique, mas aportuguesando fica:

Pare de reclamar! Levanta dessa cadeira e vai logo trocar informações referentes ao seu negócio, conhecer novas pessoas e expandir sua rede de contatos. Viu como é fácil inovar? Participando de núcleos setoriais você terá oportunidades de conhecer ainda mais as tendências referentes ao seu negócio.

A questão é que para inovar é importante entender a diferença entre implantar a inovação e implementar. Implantar é o ato de inserir/estabelecer, implementação seria executar, realizar e resolver. E isso vai depender das práticas que você, gestor, determinar, por isso, independente do tamanho: micro, pequena, média ou grande empresa é possível inserir a inovação (implantar), com ou sem tecnologia, e fazer ela acontecer (implementação).

Vamos as dicas de inovação para o micro e pequeno empreendedor. Dicas simples, pois como diz meu amigo Jamil Alburquerque, Presidente da Fundação Napoleon Hill no Brasil: “Simples! Como todas as coisas da vida: Simples! Nem simplista, nem simplório, simples!”. E para você entender que inovação é fazer algo novo, algo diferente, é importante saber que se por exemplo: Sua empresa não tem o procedimento de registras as decisões resultantes das reunioes e você perceber que essa ação de extrema importância para monitorar o desempenho das suas reuniões, pronto! Você está pronto para trilhar implementar a inovação, pois detalhes simples como esse é inovar, podendo ser registrado num documento word, armazenado em pastas de controle numa nuvem, ou se preferir adotar métodos de gestão à vista, o importante é você entender que cada empresa tem a “sua realidade”e para avançar a inovação tecnólogica, robótica, artificial ou seja lá o que mais está por vir é preciso fixar e executar hábitos simples como esses.

Tudo bem! Mas por onde eu começo?

Comece avaliando a sua realidade, qual a sua realidade quanto a maturidade de gestão. Por exemplo: Se controlar a sua produção num caderno atende a sua necessidade e faz sentido isso para você, ok! Então porque começar mexendo nisso se você ainda não aprendeu a ouvir o que seu cliente esta tentando dizer! Sabe como? Você pode inovar implantando um sistema de satisfação do cliente, ao entregar seu produto ou serviço pode entregar a ele 3 ou 4 perguntas básicas de satisfação e, ao ler o feedback, verificar o que pode ser melhorado, isso é uma baita inovação, porque se você não formaliza, analisa dados como esse, como vai conhecer e entender as expectativas do seu público?

Inovação não precisa ser uma ruptura no mercado ou altamente tecnológica, pode ser implantada em formas de melhorias em processos organizacionais, desde que gere benefícios significativos para a empresa.

Falando um pouquinho de inovação na prática: Atendi clientes que concorreram com grandes empresas em processos de licitação e como o mesmo tinha tudo definido (planejamento, missão, visão, valores, manuais e procedimentos), e uma vontade enorrrmeeee de inovar por mínimo que fosse, conseguiram ser aprovados por organização, e as outras empresaS (não menosprezando, perderam por detalhes simples: falta de evidências) e isso mostra que a medida que crescemos precisamos inovar a inovação, o que era no papel, foi pro controle tecnólogico, e que está no tecnólogico tem que estar integrado e amarrado a métodos de controle que não “te deixe na mão”. você cresce e os problemas crescem com você, mas uma empresa com a cultura de inovar vai continuar errando, mas encontrando solucões para esses erros, e vão errar de forma diferente, não da mesma maneira, porque a inovação não busca remédios para cessar a dor. Ela busca alternativas para curar a dor.

Tive clientes que num primeiro momento se negavam a sair de controles básicos de anotações em caderno, porque atendia a necessidade dele, funcionava e não “tinha custo”, mas a medida que implantávamos mudanças em outros processos, os empreendedores entenderam a necessidade de migrar para o uso de planilhas (Uhuuul, inovação acontecendo) e em menos de 7 meses estávamos implantando o melhor software do segmento da construção civil (Uhuuul, avançamos na inovação).

O que aconteceu? A inovação virou rotina, porque tudo que é novo, inovação gera medo e principalmente nessa cobrança das redes sociais, onde tudo é lindo, onde na grande maioria é mostrado apenas o lado bacana do empreendedorismo, e o micro e pequeno empreendedor se sente inseguro, porque ele vê que precisa inovar, mas quando analisa as finanças acaba entendendo que primeiro precisa sobreviver, que está dificil, mas o que eu sempre digo: Se está doendo, está machucado, sangrando, OK! Vamos tratar a tempo, ou você vai esperar surgir uma hemorragia financeira para ir atrás?

4 pontos de partida para incentivar a inovação na micro e pequena empresa

1) Faça reuniões periódicas, aborde o tema INOVAÇÃO e escute o que sua equipe tem a dizer;
2) Planeje a inovação: Planejando vai conhecer as dores do seu processo organizacional, marketing, produto ou serviço e o foco será a solução para esta dor;
3) Incentive a inovação continuamente: Defina seu método, é por gestão visual, reuniões, incentivos, premiações;
4) Busque alternativas de financiamentos voltados para a inovação.

Conclusão

– Inovar é consequência não apenas de resultados positivos para micro e pequena empresa, mas as mantém competitivas no mercado.
– Inovação não precisa ser uma ruptura no mercado ou altamente tecnológica.

Grande abraço!
Lilian Caetano Bueno
Trading Consulter
Scamper Consultoria

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Notícias