Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de maio de 2024

Bombeiros seguem buscas por jovem que caiu de lancha no Rio Paraná, em Porto Rico


Por Redação GMC Online, Com Brenda Caramaschi/CBN Maringá Publicado 21/08/2023 às 13h30
 Tempo de leitura estimado: 00:00

A vendedora Aline de Castro Rodrigues, de 25 anos, está desaparecida desde sábado, 19, depois de escorregar na escada de uma lancha onde estava com amigos e cair nas águas do Rio Paraná, em Porto Rico (a 170 km de Maringá). As buscas iniciaram no domingo, 20, e seguem nesta segunda-feira, 21.

Aline de Castro Rodrigues. Foto: Reprodução/Redes Sociais

De acordo com o tenente J. Silva, do Corpo de Bombeiros de Paranavaí, a jovem estaria na escada da embarcação, quando escorregou e caiu no rio. Foram realizadas buscas com mergulhadores, em uma profundidade de até 25 metros.

“Ela estava na escada embarcação, acabou escorregando, caiu na água, se afogou e se perdeu a localização da vítima. No sábado fizemos o levantamento das informações no domingo, já cedo nos deslocamos para lá, fizemos buscas aquáticas com mergulhadores autônomos ali no local onde foi relatado pelo próprio dono da embarcação, que estava lá. A 20, 25 metros de profundidade fizemos a varredura em toda área onde estava possivelmente a vitima afogada e não obtivemos êxito em conseguir localizá-la”, disse o tenente, que destacou as dificuldades na buscas.

“(Essa dificuldade para localizar a vítima) pode ser devido à correnteza, ou à profundidade, que é realmente grande. Então, hoje retornamos as buscas pela manhã. Estamos realizando buscas superficiais em toda extensão da área e vamos continuar as buscas dessa maneira, até obtermos novas informações”, completou.

Aline de Castro Rodrigues. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Aline é moradora de Cianorte, e passava o final de semana em Porto Rico. Ela, que frequentava as águas do Rio Paraná com frequência, estaria sem colete salva-vidas, equipamento de uso obrigatório em embarcações.

Veja imagens das buscas realizadas no Rio Paraná:

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação