Fechar

COLUNISTAS

Duas super células em um dia!

Publicado por De olho no céu, por Acácio Cordioli, 20:00 - 14 de Maio de 2019

Um sábado pra ficar na história, não é todo dia que se formam duas super células em uma única tarde!


Graças a mãe natureza elas foram mais fotogênicas do que expressivas no quesito danos, já que geralmente super células e estragos causados por ventos fortes, granizo e até tornados andam de mãos dadas.


Desde a quarta feira (08/05) já vinha recebendo mensagens e discutindo com colegas e amigos Meteorologistas, sobre os altos índices de tempo severo que teríamos ao longo da tarde de sábado aqui na região de Maringá por conta da aproximação de uma frente fria. Nas mensagens discutiamos sobre os elevados valores nos índices de instabilidade atmosféricas, como por exemplo, alto CAPE e intenso cisalhamento do vento que os modelos meteorológicos vinham mostrando.


**Claro que não são só esses os índices determinantes para saber se haverá a formação de super células ou não, mas discutir isso não é o objetivo deste post**


No sábado às 14h quando sai para observar o desenvolvimento das primeiras nuvens de tempestades aqui na região, já constatei que não seria um dia normal, a base dessas nuvens estavam baixas e elas apresentavam um rápido crescimento vertical.


Por volta das 15h ao observar a sudoeste o desenvolvimento de uma grande nuvem cumulonimbus, que apresentava características de ser uma super célula já sabia que as previsões estavam se confirmando!


As 15h30 decidi me deslocar a sul para acompanhar seu deslocamento, pela zona rural. Felizmente ela passou a sul da cidade e não causou danos no município.


Após cerca de uma hora percebendo que ela já não tinha mais Maringá em sua rota e estava entrando em estágio de dissipação decidi retornar a cidade. Chegando na cidade percebi que ela não havia influenciado o tempo por aqui, e logo imaginei que algum temporal ainda se desenvolveria.


Fato que foi confirmado por volta das 17h30 quando recebi a imagem de uma nova tempestade que estava a oeste de Maringá. Como essa já estava formada e parecia que iria atingir a cidade decidi me deslocar a norte. Porém, mais uma vez felizmente esta segunda super célula também passou a sul. Novamente me restou fazer os registros, e observar um fato que nunca havia presenciado em quase 8 anos registrando os temporais na região, que era a formação de duas super células em uma única tarde, com uma diferença de menos de três horas entre uma e outra.


Bem, neste novo episódio de tempo severo aqui no norte paranaense, Maringá teve bastante sorte novamente. Infelizmente não foi o caso de Arapongas, que teve registros de várias casas destelhadas além de um pequeno caminhão que tombou com a força do vento.

Fotos
Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo