Fechar

Volei

Semana que vem

Maringá recebe etapa do Brasileiro Challenger de Vôlei de Praia

Publicado por Redação GMC, 15:11 - 18 de Julho de 2019

Bloco de Imagem

Dupla maringaense Adrielson e Arthur Lanci. Foto: Divulgação

Na próxima semana, entre os dias 25 e 28 de julho, Maringá será palco de duas competições importantes do vôlei de praia nacional: a 3ª etapa do Brasileiro Challenger e a 2ª etapa do Brasileiro sub-21. 


Challenger


A competição é realizada entre o fim de uma temporada do Circuito Brasileiro e começo da próxima. O torneio nacional é responsável por manter um calendário competitivo às duplas que não estão disputando o Circuito Mundial neste ano. Ele foi criado em 2002 e desde 2012 é realizado em todas as temporadas. Maringá receberá o Challenger pelo terceiro ano seguido, tendo sido sede em 2017 e 2018.


O tour é composto por quatro etapas: Jaboatão (PE), que aconteceu em junho, Cabo Frio (RJ), disputado no início deste mês, Maringá (PR), e Teresina (PI), que ocorre de 16 a 18 de agosto. Além dos campeões de cada etapa, existe a dupla campeã geral da temporada, somando os pontos obtidos. As duplas vencedoras de uma etapa nos dois gêneros somam 400 pontos e recebem um prêmio de R$ 12 mil. Ao todo, são distribuídos mais de R$ 130 mil em cada etapa aos times participantes.


Entre os atletas inscritos, destaque para os paranaenses campeões mundiais Sub-21 Arthur Lanci e Adrielson, que venceram a primeira etapa, além do campeão do Circuito Mundial 2008 e melhor jogador do mundo naquele ano, Harley, que ao lado do parceiro Luciano venceu a segunda etapa. No feminino, a medalhista olímpica Juliana é um dos destaques. Bronze em Londres-2012, ela atualmente joga com Josi, com quem venceu a primeira etapa do tour.


A competição conta com 16 duplas na fase de grupos, divididas em quatro grupos de quatro times. As 12 equipes mais bem colocadas no ranking de entradas entram direto à fase de grupos, no sábado, enquanto as outras quatro vagas são decididas no classificatório, que ocorre na sexta-feira. Esta fase pré-torneio conta com até 32 times se enfrentando em jogos eliminatórios diretos, com os quatro vencedores finais garantindo a vaga.


Os primeiros colocados de cada grupo se classificam direto para as quartas de final, enquanto segundos e terceiros de cada chave disputam uma rodada a mais, da repescagem (round 1). Os quartos de cada grupo dão adeus ao torneio. A partir da repescagem o torneio seguem em formato eliminatório simples, com disputas de semifinais, terceiro lugar e final.

Bloco de Imagem

Robson Xavier, treinador da Associação Maringaense de Vôlei de Praia (AMVP). Foto: Reprodução/Instagram

Sub-21


O Circuito Brasileiro Sub-21 é composto por quatro etapas em cidades diferentes. Maringá receberá a segunda parada. Na sequência, o torneio passará por Vila Velha (ES), de 8 a 10 de setembro, e Manaus (AM), de 4 a 6 de outubro. Além dos campeões de cada uma das paradas, existem os estados campeões gerais, com a soma dos pontos de cada torneio.


A competição conta com quatro grupos de quatro times, formados da seguinte forma: 12 primeiras duplas do ranking de entradas, sendo ao menos uma dupla do estado-sede, e quatro duplas que garantem a vaga vencendo o classificatório (pré-torneio disputado na segunda-feira).


Os primeiros colocados de cada grupo vão direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros disputam uma fase anterior, de repescagem. As duplas que ficam em quarto lugar no grupo estão eliminadas na primeira fase. Os vencedores das quartas de final vão às semifinais, e o torneio segue em formato eliminatório simples até as disputas de medalha.


A primeira etapa aconteceu em Natal (RN), com títulos para Aninha/Victoria (MS) e André Danilo/Matheus (SE), que lideram o ranking com 200 pontos cada. O Paraná aparece em segundo tanto no masculino quanto no feminino, com 180 pontos. Assim como ocorre no Circuito Brasileiro de vôlei de praia Sub-17 e Sub-19, o Sub-21 é um campeonato de seleções estaduais, com duplas representando a mesma federação.


Cada estado indica suas delegações nos dois gêneros em busca do título, podendo alterar os times durante a temporada. Se mais de uma dupla do estado disputa a etapa, aquela que fica mais bem colocada é a que pontua para o ranking geral da competição.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo