Fechar

Maringá

tá caro

Preços sobem e tomate e feijão se tornam vilões da mesa maringaense

Publicado por Nailena Faian, 15:59 - 29 de Março de 2019

O preço do tomate tipo saladete disparou nas duas últimas semanas em supermercados de Maringá. Nesta sexta-feira (29), um estabelecimento localizado na zona sul da cidade estava vendendo o quilo a R$ 6,98.



“Está muito caro. Só dá para vir comprar no dia que fazem alguma promoção”, reclama a doceira Aparecida Tavares, enquanto caminhava pela seção de hortifrúti.



Há duas semanas, o mesmo mercado vendia o tomate saladete por R$ 4,99. A alta de 40% no preço do produto se deve, principalmente, por conta de uma doença que afeta a produção, explica o gerente do Ceasa de Maringá, Paulo Cesar Venturin.


“Na nossa região estamos tendo problema com uma doença que está afetando o tomate. Por isso não está tendo o produto, a oferta está baixa e os preços sobem nos mercados. Além disso, o clima não está favorecendo, está muito calor e a maioria da produção é feita em estufa”, expõe Venturin.


De acordo com ele, o normal é que a caixa de tomate saladete com 20 quilos seja vendida entre R$ 50 e R$ 60. No entanto, hoje, por exemplo, o produto estava sendo comercializado a R$ 110.

Bloco de Imagem

Foto: GMC Online

Feijão também é vilão da mesa


Quem também está sendo o vilão da mesa é o feijão carioca. Em um mercado de Maringá, encontramos o produto, nesta sexta-feira, a R$ 8,99 o quilo. De acordo com o economista do Departamento de Economia Rural (Deral), Marcelo Garrido, assim como o tomate, a oferta do produto diminuiu, por isso ocorreu o aumento do preço.


“Teve problema de quebra de produção de mais de 23% na primeira safra do feijão. O motivo é o clima, estava muito calor e ficou muito tempo sem chuva. Assim, a redução na produção acabou afetando os preços”, explica.


Segundo o economista, a saca (60 quilos) do feijão carioca chegou a R$ 282 neste mês de março, enquanto no mesmo mês do ano passado a saca era vendida a R$ 82, uma variação de 244%.


De acordo com cotação disponibilizada pelo Deral, neste mês o preço médio do quilo do feijão carioca nos supermercados do Paraná está R$ 7,74, enquanto no mesmo período do ano anterior era R$ 3,46.

Bloco de Imagem

Foto: GMC Online

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo